UOL Carros
 
14/05/2009 - 13h14

Chrysler vai fechar 25% da rede em plano de re-estruturação nos EUA

Da redação, com agências internacionais
A Chrysler vai fechar 789 concessionárias, ou cerca de 25% de sua rede de quase 3.200 lojas nos Estados Unidos, até o dia 9 de junho. Segundo a agência "Automotive News", a informação está em um memorando da montadora enviado nesta quinta-feira (14) aos revendedores. A redução faz parte do processo de re-estruturação da empresa, que aguarda a análise de seu pedido de concordata, feito há duas semanas, junto à Corte de Falências norte-americana.

O objetivo da Chrysler é manter apenas as concessionárias de maior rentabilidade. De toda forma, diz o memorando, a decisão de encerrar as atividades de 25% de seus pontos-de-venda ainda não é definitiva e cada uma das lojas será contatada antes da inclusão na lista definitiva de fechamento. As revendas continuarão operando normalmente até o dia 9 de junho, mas se a decisão for confirmada irá afetar mais de 37 mil trabalhadores e cerca de 4 milhões de consumidores, estima a empresa.

Pela lei que rege situações de falência e concordata nos Estados Unidos, a Chrysler não será obrigada a recomprar carros, peças e ferramentas das concessionárias que serão fechadas. A fabricante, no entanto, indicou que entrará em contato e irá auxiliar a todos os consumidores das lojas afetadas, após 9 de junho.

O memorando da montadora especifica ainda que com o fechamento dos pontos-de-venda e re-estruturação do quadro atual, 80% de suas revendas trabalharão com as três marcas do grupo (Chrysler, Dodge e Jeep), contra 62% do panorama atual.

Veja também

Carregando...
Fale com UOL Carros

SALOES