UOL Carros
 
10/02/2009 - 20h32

Pacote de US$ 800 bilhões aprovado pelo Senado dos EUA agrada setor automotivo

Da Redação, com agências
O Senado dos Estados Unidos aprovou, nesta terça-feira, o plano de recuperação da economia do país de US$ 838 bilhões, elaborado pelo governo do presidente Barack Obama. Entre as medidas decorrentes do pacote, estão os cortes de impostos e despesas orçamentárias, e a criação de uma estrutura de capital público-privado de pelo menos US$ 500 bilhões de dólares, para incentivar o mercado de crédito. Para o setor automotivo, a medida pode se traduzir em ânimo para o setor de financiamento de veículos novos, incrementando as vendas diretas e as negociações por leasing, tanto para pessoas físicas, como para frotistas, informa a agência "Automotive News".

Já a BBC Brasil informa que o pacote de quase US$ 1 trilhão ainda não está totalmente assegurado -- as duas câmaras ainda precisam negociar um texto consensual, que será novamente submetido à votação. Na última segunda-feira, em sua primeira coletiva como presidente, Obama pediu aos parlamentares cheguem a uma definição sobre o plano de recuperação ainda esta semana.

De acordo com o secretário do Tesouro americano, Tim Geithner, os US$ 500 bilhões da parceria público-privada serão mobilizados para recuperar os ativos podres que afetam os balanços dos bancos. Com isso, financeiras como a GMAC e a Chrysler Financial, por exemplo, poderiam ser beneficiadas.

A medida agradou a Nada (entidade americana que representa os revendedores de automóveis), mas a associação afirma que a medida é apenas um dos passos necessários para reanimar o mercado automotivo.

Mais cedo, nesta terça-feira, a General Motors anunciou 10 mil cortes de postos de trabalho para 2009 em todo o mundo -- mais de 3 mil postos só nos EUA -- e também redução de salários.

Veja também

Carregando...
Fale com UOL Carros

SALOES