UOL Carros
 
01/02/2009 - 10h30

BMW Z4 ganha estilo e sofisticação com configuração de cupê-conversível

Divulgação 

Da Auto Press

A nova geração do luxuoso BMW Z4 continua estilosa e marcante. Só que, agora, com um toque a mais de sofisticação. O esportivo de dois lugares recebeu mudanças significativas de estilo e engenharia, após seis anos de produção. Ganhou motor twin turbo, opção de câmbio automatizado, visual renovado, equipamentos sofisticados, além de 14 centímetros a mais no comprimento e 1 cm na largura. Mas a maior novidade é que as duas antigas versões ­-­- cupê e conversível -- deram lugar a um versátil cupê-cabriolet. A nova capota rígida retrátil, que substitui a capota de lona clássica da antiga versão conversível, leva 20 segundos para se acomodar no porta-malas ou para sair totalmente dele.

A nova capota, porém, não afetou o estilo peculiar do Z4. A montadora manteve a essência visual do modelo, tradicionalmente marcada pelo capô bem largo, laterais musculosas e os dois bancos -- do motorista e passageiro -- posicionados próximos ao eixo traseiro. As mudanças recentes na verdade aproximaram o Z4 dos outros modelos da BMW. As linhas seguem agora o mesmo padrão adotado na nova geração do sedã grande de luxo Série 7, com assinatura do designer americano Chris Bangle. Na dianteira, sobressaem-se a clássica grade bipartida, o para-choque com tomadas de ar que reforçam o apelo esportivo e os faróis, mais afilados e arqueados levemente nas pontas, subindo em diagonal e iluminados por anéis permanentemente acesos.

O novo capô também chama a atenção, com formato convexo, nervuras centrais em forma de V e outras duas, próximas aos para-lamas, que acompanham o desenho dos faróis. Já nas laterais, o destaque são dois vincos que se entrelaçam próximo à maçaneta das portas. Um deles acompanha o formato curvo do capô, enquanto o segundo surge a partir do contorno dos para-lamas traseiros também encorpados. A traseira é a parte mais comportada do novo Z4, com lanternas horizontais em formato irregular, que acompanham o desenho da tampa do porta-malas. Com a nova capota rígida-retrátil, feita toda em alumínio, só o bagageiro é afetado. Em vez dos 310 litros normais, o roadster leva apenas 180 litros quando a capota está guardada no compartimento.

Como em todo o novo BMW que se preze, as mudanças mais entusiasmantes estão sob o capô. A montadora manteve as três tradicionais unidades de força aspiradas de seis cilindros em linha, todas agora ligeiramente mais potentes. A versão de entrada sDrive 23i é empurrada por um motor 2.5 litros com 204 cv e 25,5 kgfm de torque máximo, que acelera o roadster de zero a 100 km/h em 6,6 segundos com câmbio manual, ou em 7,3 segundos com a caixa automática. Já a versão intermediária sDrive 30i vem equipada com um propulsor 3.0 litros de 258 cv e 31,6 kgfm, capaz de levar o Z4 da inércia aos 100 km/h em 5,8 segundos com o câmbio manual ou em 6,1 segundos, com o automático.

O desempenho mais apimentado fica com a versão topo de linha sDrive 35i, movida pelo mesmo propulsor 3.0 litros, só que sobrealimentado por dois turbocompressores e o moderno sistema de injeção direta de combustível. A unidade de força rende 306 cv de potência e 40,8 kgfm de torque, com o zero a 100 km/h em 5,2 segundos. A montadora ainda oferece opção de câmbio manual automatizado de sete marchas e dupla embreagem. Com ele, o roadster arranca de zero a 100 km/h em 5,1 segundos. A máxima nas três versões é de 250 km/h, limitada eletronicamente.

A BMW também passa a oferecer no Z4 a suspensão auxiliada pelo sofisticado sistema adaptativo M, da divisão esportiva da marca, a Motorsport. Os amortecedores pneumáticos aceitam três posições. Outra novidade é a instalação de fábrica do Drive Dinamic Control, sistema que permite ao condutor ajustar o comportamento do veículo, deixando-o mais esportivo ou equilibrado. O programa altera as respostas do acelerador, a maciez da suspensão, a assistência elétrica da direção e a velocidade das trocas de marchas. O sistema iDrive, que integra navegação por GPS, Bluetooth para celulares, conectividade com "gadgets", entre outras informações do rádio/CD/MP3, também passa a ser oferecido no Z4, como opcional. A BMW ainda disponibiliza diversas opções de revestimento em couro e itens de conforto no esportivo de dois lugares. São ofertas sedutoras em um segmento que gosta e pode pagar por elas.
(por Diogo de Oliveira)

Veja também

Carregando...
Fale com UOL Carros

SALOES