UOL Carros
 
27/01/2009 - 17h57

Com C4 Picasso, Citroën passa a ser única com três minivans

Fotos: Giulliano Ricciardi/Divulgação


CLAUDIO DE SOUZA
Enviado especial a Campinas (SP)

Atualizada às 13h10 de 29/1

A Citroën apresentou nesta terça-feira (27) a minivan C4 Picasso, que já está disponível nas revendas da marca. O carro custa R$ 80.700 na versão única. Há apenas um opcional, o ar-condicionado quadrizone, que acrescenta cerca de R$ 1.500 ao preço final.

O modelo, que comporta cinco pessoas (tem 4,47 metros, com entre-eixos de 2,73 metros), faz com que a marca francesa passe a ter a maior variedade no segmento de monovolumes/minivans no Brasil. São três: Xsara Picasso, C4 Picasso e Grand C4 Picasso, em ordem crescente de preço e tamanho.

Praticamente do mesmo porte e, com o ar, menos de R$ 5 mil mais barato que o irmão maior (encontrado a R$ 86.560), o C4 Picasso chega recheado de peculiaridades, equipamentos e gadgets típicos da Citroën -- como o volante com miolo fixo, alavanca do câmbio no alto da coluna de direção, auxiliar de saída em aclive, painel central digital, diversos porta-objetos, lanterna destacável no porta-malas, compartimento refrigerado, perfumador de ambiente, ampla modularidade do habitáculo, mesinhas tipo avião para quem vai atrás etc. Em tese, tudo que uma família média pode querer/precisar a bordo, ele tem.

Fotos: Divulgação

C4 Picasso (à direita) completa gama de minivans/monovolumes da Citroën no país

Assim como no Grand C4 Picasso, o para-brisa panorâmico se destaca tanto para quem está dentro quanto para quem vê o carro de fora -- aliás, o design é um dos trunfos do C4 Picasso, especialmente pela traseira com jeitão de crossover/SUV. A própria Citroën afirma que ele vai disputar mercado com Hyundai Tucson e Chevrolet Captiva Ecotec.

DETALHES DA C4 PICASSO

  • Giulliano Ricciardi/Divulgação

    Traseira do C4 Picasso tem estilo de crossover

  • Giulliano Ricciardi/Divulgação

    Variante familiar para cinco passageiros tem custo inicial em R$ 80.700, cerca de R$ 10 mil a menos que a Grand C4 Picasso, para sete pessoas

  • Giulliano Ricciardi/Divulgação

    Ar-condicionado quadrizone, o único opcional do modelo, aumenta preço final em quase R$ 1.500

O trem de força é composto por um motor 2.0 a gasolina, capaz de gerar 143 cavalos e torque de cerca de 20 kgfm, gerenciado por transmissão automática de quatro velocidades (com opção de trocas manuais).

PREÇO MAIS SALGADO
De acordo com a Citroën, o C4 Picasso deveria chegar ao consumidor brasileiro por um preço mais baixo que o estabelecido -- a alta do euro, consequência da crise global, complicou os planos da montadora. O C4 Picasso é fabricado em Vigo, na Espanha.

O valor previsto era de cerca de R$ 70 mil. Agora, o C4 Picasso fica muito perto do Grand C4 Picasso, e a própria marca admite que haverá canibalização entre os modelos (em tese, quem pode pagar R$ 82 mil por um carro pode pagar R$ 92 mil por outro maior).

A expectativa é que essas duas minivans, mais a Xsara Picasso, vendam 1.300 unidades por mês. A divisão: 700 do carro de entrada, 400 do C4 Picasso e 200 do Grand C4 Picasso. Em 2008, foram emplacadas 9.367 unidades da Xsara e 2.323 do Grand C4 Picasso, de acordo com a Fenabrave. Na média, deve sair perdendo o carro maior.

A próxima novidade da Citroën é a chegada do C4 hatch, com motores 1.6 e 2.0 flexíveis, em março. O carro, feito na Argentina, terá preços entre R$ 55 mil e R$ 70 mil ao longo da gama. Será concorrente direto do Ford Focus hatch.

Leia nesta quarta-feira (28) as impressões de UOL Carros ao dirigir o C4 Picasso, e veja álbum com fotos exclusivas do modelo.

Veja também

Carregando...
Fale com UOL Carros

SALOES