UOL Carros
 
23/01/2009 - 20h20

Peugeot 207 Escapade ganha um toque de sofisticação e começa em R$ 46.100

Fotos: Eugênio Augusto Brito/UOL



EUGÊNIO AUGUSTO BRITO
Enviado especial a Atibaia (SP)

A Peugeot apresentou à imprensa especializada, nesta sexta-feira (23), a mais nova integrante da família 207, a perua com visual aventureiro 207 Escapade. O novo modelo, que se soma aos hatches 207 de três e cinco portas, à 207 SW (de station wagon) e ao sedã Passion, teve seu pré-lançamento durante o Salão do Automóvel de São Paulo, em outubro de 2008, e já é encontrada nas ruas, uma vez que começou a ser vendida no final de novembro. Seu preço, com a redução de IPI, fica em R$ 46.100.

De novidade, em relação à antecessora 206 Escapade, a nova perua incorpora as mudanças de toda a linha 207 -- farol ovalado, que neste caso traz máscara negra (visual escurecido), grande tomada de ar frontal, computador de bordo, sensores para acionamento automático de farol e limpador de para-brisa, ar-condicionado digital e maior qualidade no acabamento interno, com plástico que apesar de rígido tem textura agradável e bons encaixes. Há, também, melhorias no isolamento acústico e no ajuste da suspensão, com uma pequena mudança na inclinação dos amortecedores -- isso diminui o nível de ruído e a quantidade de solavancos, mas não muda a forma de uso do veículo, que segue sendo um bom aliado para ruas esburacadas e uma ou outra rua de terra batida, mas não é feito para maiores empreitadas.

Fotos: Eugênio Augusto Brito/UOL

Ao incorporar mudanças da família 207, nova perua Escapade ganha certa sofisticação

Além disso, os adereços que conferem um aspecto mais agressivo -- ou robusto, dependendo do ponto-de-vista -- foram suavizados, sem que a personalidade do modelo tenha perdido sua força. As lanternas ganharam um tom de branco leitoso, que chama bastante a atenção, as molduras da caixa-de-roda e as saias laterais tiveram seu perfil arredondado e diminuído, assim como a barra de impacto do para-choque frontal. Por dentro, novo painel (com fundo branco para os mostradores) e bancos (com tecido de malha elástica e grafismo exclusivo).

AVENTURA COM TOQUE DE SOFISTICAÇÃO

  • Eugênio Augusto Brito/UOL

    Para-choque frontal, molduras e saias laterais tiveram seu perfil arredondado e diminuído

  • Eugênio Augusto Brito/UOL

    Na traseira, lanterna ganhou tom leitoso, mais chamativo (no detalhe, o vidro traseiro basculante)

  • Eugênio Augusto Brito/UOL

    Motor é o 1.6 16V flex, de 110/113 cv (gasolina/álcool), ar-condicionado é digital e computador de bordo agora também é de série, assim como sensores de luminosidade e de chuva

O comprador ainda leva um veículo equipado com motor 1.6 16V flex de 110/113 cavalos (gasolina/álcool) a 5.600 rpm e rodas de liga-leve aro 14 calçadas com pneu de uso misto, ou rodas de aro 15 com pneus convencionais (segundo a montadora, usar rodas maiores com pneus de uso misto, também maiores, seria inviável, já que o conjunto não caberia dentro da caixas-de-roda). Mas ficam fora do pacote de série, e do preço inicial, os itens de segurança. Para levar freios com ABS (sistema antibloqueio), é necessário desembolsar R$ 1.800. Mais à frente, provavelmente para a linha 2009/2009 (a atual é a 2008/2009), haverá também o kit com ABS e airbags frontais, que deve beirar os R$ 4 mil, elevando o preço final do veículo para algo em torno dos R$ 50 mil.

Pelo visual e proposta, a 207 Escapade tem como concorrentes os integrantes do grupo "aventureiro urbano": Volkswagen CrossFox, Citroën XTR e Renault Sandero Stepway. Mas pela carroceria, faixa de preços e nível de equipamentos a briga é mesmo com as peruas da família Fiat Palio Weekend -- estrategicamente, a Peugeot tratou de situar seu produto entre a Trekking 1.4 flex (que não traz ar-condicionado, trio elético, nem ABS de série) e a Adventure Locker 1.8 flex (que é mais potente, chega completa e tem uma alma mais lameira, com bloqueio do diferencial dianteiro).

FAIXA AMPLA, VENDA MÉDIA
Como resultado do novo visual e das pequenas mudanças de estilo, a 207 Escapade acabou ganhando um certo grau de sofisticação (leve, vá lá) e, com isso, uma faixa de público ampliada, segundo a Peugeot. Enquanto o comprador ideal da 206 Escapade tinha entre 30 e 45 anos, a nova geração da perua está atraindo também pessoas de até 60 anos, majoritariamente homens.

As vendas, no entanto, ainda não estão tão amplas. Culpa da crise. Pela previsão da montadora, o ideal seria emplacar em torno de 600 unidades por mês (a estimativa para toda a linha de station wagons, cujo top de linha é a 207 SW com câmbio automático, ao preço de R$ 50.700, era de 1.200 unidades). Mas, com cerca de dois meses de mercado, cerca de 400 Escapades foram vendidas -- média de 200 por mês.

"Pela crise, adiantamos o início das vendas em cerca de um mês, já que não era viável manter a programação habitual, que é deixar formar um bom estoque, divulgar e aí liberar para o mercado", explicou Juliano Rossi Machado, gerente do produto da Peugeot. "Agora, com o lançamento formal, a divulgação, e a continuidade do IPI menor, esperamos chegar ao patamar estipulado", concluiu.

Veja também

Carregando...
Fale com UOL Carros

SALOES