UOL Carros
 
13/01/2009 - 11h11

Crise pode cancelar o Salão de Tóquio

Da Redação
A associação dos fabricantes de automóveis do Japão, conhecida como Jama (equivalente à nossa Anfavea), já debate se o Tokyo Motor Show deste ano deve ou não ser cancelado. O Salão de Tóquio, como é chamado por aqui, acontece a cada dois anos, e serve de palco para as grandes montadoras locais lançarem novos modelos e, principalmente, exibirem seus voos de imaginação e tecnologia -- nenhum salão tem protótipos e conceitos tão futuristas quanto o japonês.

De acordo com o boletim Automotive News, uma parte do problema para Tóquio é a provável desistência de fabricantes estrangeiros de participar do evento, em marcado outubro. Mas, segundo o AN, mesmo marcas japonesas estão pensando em simplesmente cancelar o salão desse ano.

A opinião predominante na Jama é a de que o motorshow tem de ser realizado, e uma decisão final sobre a realização ou não do evento deve ser tomada no começo de fevereiro. O tema do Salão de Tóquio este ano será (ou seria) "Fun driving for us, eco driving for Earth", ou seja, condução divertida para nós, condução ecológica para a Terra. Caso ocorra o cancelamento, o salão poderia voltar apenas em 2011, já que é realizado sempre nos anos ímpares -- devido à agenda global de eventos automotivos.

Um executivo da Jama afirma que um dos pontos em discussão é montar um Salão de Tóquio em menor escala este ano, mas o temor é que isso poderia desvalorizar o nome do evento, e passar uma mensagem errada ao mercado -- na linha "os japoneses já eram, agora quem manda são os chineses". Pequim tem seu próprio salão, realizado bianualmente (o último foi em 2008).

Veja também

Carregando...
Fale com UOL Carros

SALOES