UOL Carros
 
04/12/2008 - 12h59

GM e Chrysler estudam negociar falência com empregados e credores

Das Agências
As montadoras norte-americanas General Motors e Chrysler já admitem negociar suas falências, como último recurso para que saia o socorro financeiro bilionário que ambas, mais a Ford, pleiteiam junto ao governo dos Estados Unidos. As informações são da Bloomberg.

Segundo a agência de notícias, a equipe de três membros do Congresso dos EUA, que analisa a possibilidade de ajuda às montadoras, foram atrás de especialistas em reestruturação empresarial, e os sondaram a respeito da efetividade de uma falência pré-negociada com trabalhadores e credores na reorganização do setor, sem que se chegue ao ponto de extinguir GM e Chrysler. A Reuters tentou falar com representantes das duas marcas, mas não conseguiu.

As duas montadoras, mais a Ford, pediram ao Congresso a autorização de um ajuda de US$ 34 bilhões em empréstimos e linhas de crédito, prometendo em troca o corte de modelos, de empregos e dos salários milionários pagos a seus executivos.

A negociação pela falência negociada ainda ocorre a boca pequena, e uma decisão sobre apresentar essa proposta pode acontecer apenas na próxima semana, segundo a Bloomberg.

Veja também

Carregando...
Fale com UOL Carros

SALOES