UOL Carros
 
22/11/2008 - 10h34

Multifunção é trunfo do GPS para conquistar o motorista brasileiro

Da Auto Press
A convergência digital, uma tendência que virou febre nos celulares, agora também contagiou os GPS. Além do mapeamento de estradas, os navegadores automotivos passaram a reunir várias funções de entretenimento do veículo, transformando-se em aparelhos multifuncionais. Essas novas tecnologias agregadas ao GPS têm ajudado a movimentar o mercado, crescente mas ainda tímido no Brasil. "Daqui para frente, não basta informar caminhos. É preciso também fornecer Bluetooth, agenda de dados e TV digital", aponta Fábio Akira, gerente de produto da Elgin.

Foto: Divulgação

Além de rotas, GPS automotivos apelam para a convergência de funções para atrair brasileiro

E os navegadores tendem mesmo a reunir na tela funções que fogem dos gráficos das cidades. A Mobimax, por exemplo, apresentou no Salão de Automóvel de São Paulo, que terminou no último dia 9 de novembro, um aparelho que tem diferentes acabamentos e conexões e pode ser instalado em vários modelos de automóveis. O chamado CarTheater ocupa a altura de dois rádios automotivos e disponibiliza na tela de LCD de sete polegadas, além do GPS, imagens da traseira do veículo e informações do sensor de estacionamento. Também é possível monitorar a pressão dos pneus e assistir televisão. "Com tantos funções agregadas, ele é a aposta no mercado", torce Mario Wagner Okuno, diretor da Mobimax.

Já a Elgin resolveu investir em outras "mordomias". O modelo T Levo N4BT possui um sistema de cadastro que possibilita que o motorista consulte telefones e endereços de cinemas, shoppings, restaurantes em todo o país. "Com o sistema de navegação, o motorista pode verificar o telefone de um teatro, ligar também através do aparelho e checar se ainda há ingressos", exemplifica Fábio Akira. Para os que andam preocupados com a "Lei Seca", a marca Sight lançou recentemente o modelo G400, que vem com bafômetro integrado.

ACELERADAS
- O CarTheater, da Mobimax, tem acabamentos específicos para modelos como o Honda Civic, CRV e Fit, Citroen C4 Pallas, Volkswagen Passat, Jetta, Golf e Polo, Hyundai Santa Fé, Chevrolet Vectra, Peugeot 307, entre outros.
- A Navteq estuda trazer da Europa para o Brasil um sistema que alerta os motoristas sobre radares nas vias e velocidade máxima. "O navegador GPS é o maior aliado da segurança no trânsito e alertar sobre radares é uma informação pública e que é usada para educar" opina Helder de Azevedo, diretor geral da empresa.
- Algumas marcas de luxo têm modelos que no exterior usam a navegação no painel. Quando são trazidos para o Brasil, o monitor que servia para o sistema de navegação ganha outras funções, já que o sistema não é habilitado por falta de mapeamento compatível com a tecnologia GPS. Exemplos disso são o
Audi Q7, o Volvo S80 e
o BMW Série 7.
- O GPS (Global Positioning System) foi desenvolvido pelos norte-americanos ainda na década de 70 e era utilizado pelas Forças Armadas. Migrou para a navegação e logo após para as rodovias.
Mas, além das novas funções agregadas aos GPS, os mapas e rotas também não páram de evoluir. Hoje, quase mil cidades do país são identificadas. Dentro desse mapeamento, existem as cidades cadastradas ­-- que constam apenas como pontos, sem a geometria de ruas e avenidas ­-- e as cidades navegáveis, com todas as referências de vias. A Navteq, uma das duas empresas que fazem mapeamento no Brasil, tem atualmente 322 cidades identificadas e outras 526 com o mapeamento, conectadas à base de dados. Além disso, possui levantamento de 650 mil pontos de interesse -- principais pontos de referência das cidades. A previsão da empresa é identificar 1.300 cidades até o final do ano. Mas o mapeamento em escala nacional dificilmente poderá ser feito, pela grande quantidade de pequenas cidades no país. "Tendemos a priorizar lugares que o consumidor busca. Mapear todo o Brasil é um trabalho interminável", explica Helder de Azevedo, diretor geral da Navteq.

Além de mudanças no conteúdo, os aparelhos de navegação estão mudando de forma. Em vez de portáteis, eles começam a aparecer instalados no painel dos veículos. A Porsche, por exemplo, foi a primeira a fazer funcionar o GPS embutido, no ano passado, com o utilitário esportivo de luxo Cayenne. Este ano, a Fiat também resolveu aplicar no sedã Linea um sistema de navegação no painel. A montadora testou por dois anos um navegador integrado sem mapa, que orienta através de setas. A direção correta é reforçada por uma voz feminina, que diz avisos como "vire à direita" ou "daqui a cem metros, virar à esquerda". Futuramente, o sistema poderá até ser visto em outros modelos da marca. "O Blue&MeNAV tem os comandos feitos por teclas no volante ou ainda pela voz do condutor. A garantia de fábrica é que o sistema não vai interferir em outros sistemas do veículo", explica Carlos Henrique Ferreira, assessor técnico da Fiat Automóveis.

Toda essa "guerra da multifuncionalidade" acaba funcionando como um atrativo para o comércio. No Brasil, as vendas de 2008 devem fechar com 120 mil unidades de GPS comercializadas, quase o dobro de 2007. "O mercado está em amplo crescimento e tem capacidade para vender muito mais do que vende atualmente", avalia Ricardo Takahira, gerente de programas telemáticos e novos negócios da Magneti Marelli Sistemas Eletrônicos.

Ilustração: Afonso Carlos/Carta Z Notícias


FORA DO TRÂNSITO
Outra grande novidade para o sistema de navegação é o chamado TMC, de Traffic Message Channel, algo como canal de mensagens de tráfego. O projeto desenvolvido pela Associação de Engenharia Automotiva (AEA), estuda definir um padrão que codifica em números as ruas, avenidas e eventos. Através de uma freqüência, informações são transmitidas em tempo real, alertando quais os lugares onde o trânsito é intenso. Ou seja, o motorista poderá saber qual o caminho mais apropriado e menos congestionado.

Com uma base de informações instaladas no receptor, existe a possibilidade de filtrar os dados e definir o percurso que interessa ao condutor. Logo, as empresas que operam sistema de navegação e localização de veículos seriam beneficiadas, pois as rotas previstas para os mapas seriam formadas de acordo com as situações de vias de acesso naquele momento. Junto à Anatel e à Associação Brasileira de Normas Técnicas, o TMC seria padronizado e futuramente regulamentado. "A comissão de eletro-eletrônica da AEA está desenvolvendo um padrão de norma TMC para o Brasil baseado no padrão europeu já existente. Pretendemos estar com o padrão aprovado até 2010", afirma Sílvio Palácios, diretor da comissão técnica eletro-eletrônica da AEA.
(por Karina Craveiro)

PRINCIPAIS MODELOS DO MERCADO
CarTheater Mobimax - Preço médio: R$ 5.500 - Funções: Tela de sete polegadas colorida, GPS, Bluetooth, CD Player/ MP3 e DVD. Opcionais: TV digital ou analógica, monitoramento dos pneus, câmara de ré e sensor de estacionamento.
Elgin T Levo N4BT - Preço médio: R$ 1.299 - Funções: Tela de 4,3 polegadas colorida, mapa em 3D, Bluetooth, microfone embutido, MP3, vídeo, banco de dados com endereços e telefones de shoppings, cinemas, teatros e restaurantes das principais capitais.
GPS Airis T930 - Preço médio: R$ 1.299 - Funções: Tela de 3,5 polegadas, visualizador de fotos, conteúdo do site "Guia da Semana" com informações sobre datas, horários e locais de acontecimentos culturais como cinemas, shows e teatros. Comando em 27 idiomas, mapas em 2D e 3D e alto-falante integrado.
Guia Quatro Rodas Magneti Marelli - Preço médio: R$ 999 - Tela de 3,5 polegadas, visualização de pontos em 3D, jogos, calculadora, horário mundial, visualizador de imagens, MP3 e MP4, guia de hotéis, restaurantes e bares das principais cidades brasileiras.
Delphi NAV200 - Preço médio: R$ 1.499 - Funções: Tela de 3,5 polegadas, leitor de filmes, visualizador de imagens, MP3, jogos, calculadora e relógio mundial.
Tom Tom GO 720 Brasil - Preço médio: R$ 1.999 - Funções: Tela de 4,3 polegadas, Bluetooth, visualizador de documentos e fotos, transmissor FM, MP3, kit viva-voz e pontos de interesse com fotografias.
Mio C320 - Preço médio: R$ 1.399 - Funções: Tela 4,3 polegadas, conteúdo exclusivo da Editora Abril (Guia 4 Rodas e outras revistas) e Telelista.net, mapas em 3D ou 2D, 570 mil pontos de interesse, mapa da Argentina incluindo Córdoba, Rosário e Grande Buenos Aires, visualizador de fotos, MP3 e viva-voz.
Nüvi 350 Garmim - Preço médio: R$ 2.350 - Funções: Tela de 7,2 polegadas, comando de voz, MP3, visualizador de imagens, conversor de moedas e medidas, relógio mundial, calculadora e 500 pontos de referência.
N330 Nokia - Preço médio: R$ 999 - Funções: Tela de 3,5 polegadas, visualizador 3D e 2D, MP3, visualizador de fotos e vídeo.
9077 Naveg - Preço médio: R$ 1,499 - Funções: Tela de 3,5 polegadas, MP3, vizualizador de fotos e vídeo, Bluetooth e viva-voz.



Veja também

Carregando...
Fale com UOL Carros

SALOES