UOL Carros
 
09/11/2008 - 12h00

Renault antecipa novo Mégane na Europa para tentar recuperar vendas

Da Auto Press
Com a crise mundial e a queda de vendas de automóveis na Europa, a Renault antecipou o lançamento da terceira geração do Mégane -- anteriormente previsto para 2009 -- para chamar a atenção dos consumidores e recuperar uma fatia do mercado perdida nos últimos tempos. Com um toque de modernidade, o novo Mégane teve sua primeira aparição, com a versão coupé, no videogame "Need for Speed - Undercover", que simula uma corrida de carros. Já o hatch estreou no Salão de Paris, em outubro. Ainda neste mês, as duas configurações estarão à venda no Velho Mundo.

|Divulgação 
Antecipado para salvar vendas na Europa, novo Mégane deve chegar ao Brasil em 2011

Com um design novo, o modelo fabricado na Espanha exibe linhas geométricas com cortes angulosos. Logo na dianteira chamam a atenção os faróis amplos e alongados que invadem os pára-lamas. O conjunto óptico também avança sobre o capô curto, com um vinco em parábola que contorna toda a frente até a logomarca da marca francesa. As entradas de ar ocupam grande parte do pára-choque dianteiro. Na versão hatch, ela aparece em forma de "bocão". Já na versão coupé, as entradas ganham uma espécie de moldura em cor prata, que parecem ser uma continuação das linhas dos faróis.

Inspirado no carro-conceito Altica, o novo Mégane divide a mesma plataforma com o Nissan Qashqai e a versão hatch até lembra o modelo Laguna. O mesmo losango da Renault é destaque ao centro do porta-malas com a logomarca Mégane logo abaixo, em letras grandes. Na traseira do coupé, dois arcos paralelos -- que circundam o vidro traseiro e o pára-choque -- parecem ter a mesma inclinação. As lanternas são saltadas e formam uma espécie de "culote" na traseira. A linha do teto percorre quase toda a carroceria e alcança o pequeno vidro traseiro, dando a ela o contorno de um arco. A traseira da configuração hatch tem linhas menos ousadas. O vidro ocupa boa parte da traseira, enquanto as lanternas avançam para as laterais.

A lista de equipamentos inclui teto solar panorâmico, sensor de pressão dos pneus, faróis bixênon direcionados, som com Bluetooth, freios ABS, sistema de estabilidade eletrônica, controle de cruzeiro e tela de LCD com sete polegadas e GPS. O modelo está com dimensões mais generosas: a configuração hatch tem 2,64 m de entreeixos -- 10 cm a mais que a anterior -- e 4,30 m de comprimento, ante os 4,21 m do anterior. Já o peso diminuiu 8 kg e o porta-malas ganhou 75 litros, passando a ter capacidade para 405 litros. Por dentro, a Renault caprichou e deu ao Mégane características de um carro prático e moderno. O painel exibe o mostrador digital do velocímetro.

Para empurrar a versão, a Renault vai oferecer uma nova geração de motores turboalimentados. A versão diesel DCi que pode variar de 85 cv até 160 cv. E ainda há os motores a gasolina 1.6 litro de 110 cv, 2.0 de 140 cv e um 2.0 com turbo-compressor e 180 cv. Em conjunto, eles trazem transmissões do tipo automática continuamente variável (CVT) ou manual.

As vendas do médio da Renault começam este mês na Europa e os preços partem de 18.400 euros para a versão básica Authentique, com motor 1.6 16V, e chega a 25.600 euros, na versão top Privilège com motor 1.9 DCi de 130 cv -- entre R$ 50 mil e R$ 70 mil, respectivamente. Segundo a montadora, há planos de lançar o novo Mégane no Brasil em 2011. A dúvida é se ele vai ser produzido na Argentina -- como foi a primeira geração --, ou em São José dos Pinhais, onde é feita a versão atual vendida no Mercosul.
(por Karina Craveiro)

Veja também

Carregando...
Fale com UOL Carros

SALOES