UOL Carros
 
11/09/2008 - 22h04

Mercedes Classe C 350 Sport promete esportividade a um preço menor

Da Auto Press
A Mercedes tinha um buraco no meio da linha Classe C no Brasil. Depois do C 280 Avantgarde, vendido a R$ 205 mil, vinha a versão superesportiva C 63 AMG, topo da gama, por US$ 195 mil -- aproximadamente R$ 320 mil --, preparada pela divisão esportiva da Mercedes com o violento motor 6.2 V8 de 457 cv. Para ocupar o espaço livre na sua tabela de sedãs médios, a marca da estrela iniciou a importação do C 350 Sport. Trata-se da configuração convencional mais completa e potente do modelo alemão, que chega a R$ 275 mil. Como 77% das vendas do sedã médio são das versões de base C 200 Kompressor Classic e Avantgarde, que saem por R$ 149.500 e R$ 169.900, a Mercedes não espera uma performance de vendas muito expressiva da C 350 Sport. A expectativa é de que o modelo, junto com o topo de linha C 63 AMG, responda por 9% do mix. Os 14% restantes ficam com o intermediário C 280 Avantgarde.

Fotos: Divulgação

Pára-choques com tomada de ar maior, saias laterais e rodas AMG aro 17 são diferenciais do C 350


Mas recheada de equipamentos de conforto e segurança, a nova configuração tem uma proposta bem objetiva: oferecer esportividade sem a violência de um AMG por um preço capaz de rivalizar com o modelo 335 da rival BMW, de 306 cv, e com Audi A4 3.2 V6 FSi, de 269 cv (que você pode ver aqui).

O principal destaque do propulsor de 3,5 litros V6 não é exatamente a potência de 272 cv a 6.000 giros despejada no eixo traseiro. Nem mesmo o sofisticado câmbio automático seqüencial de sete velocidades 7G-Tronic com borboletas atrás do volante, que permitem ao condutor realizar trocas manuais. O que chama a atenção são os 35,6 kgfm de torque máximo, que se mantém a 100% entre 2.400 rpm e 5.000 rpm, apesar de o motor não ser turboalimentado. A Mercedes criou um sistema que equaliza os comandos continuamente variáveis com dutos de admissão de geometria também variável e ainda um sistema de injeção direta com pressão controlada. O resultado é que o sedã acelera de zero a 100 km/h em 6,4 segundos -- a máxima de 250 km/h é limitada eletronicamente. Números bem próximos ao dos rivais da BMW e da Audi, que têm, respectivamente, 40,8 kgfm e 33,7 kgfm, e aceleram de zero a 100 km/h em 5,5 segundos e 6,4 segundos.

DETALHES DA VERSÃO
Divulgação
No geral, visual do C 350 se iguala ao do restante da classe, com alguns detalhes que sugerem esportividade; na imagem, a dupla de escapes que indicam o motor em V.
Divulgação
Motor 3.5 V6 gera 272 cv de potência a 6.000 rpm, com 35,6 kgfm de torque máximo totalmente disponíveis entre
2.400 rpm e 5.000 rpm.
Divulgação
Interior combina a esportividade de pedais cromados a pacotes de segurança (controles de frenagem de emergência, de estabilidade e de tração) e conforto (bancos de couro e controles elétricos que gerenciam dos bancos ao teto solar).
NO MEIO DO CAMINHO
No design, só detalhes diferenciam o C 350 Sport do restante da linha, que ganhou uma nova geração ano passado. O visual continua marcado pela grade frontal em trapézio invertido e a linha da cintura ascendente, que sobe dos faróis e vai até as lanternas num só traço. De exclusivo, o modelo traz pára-choques redesenhados, com tomada de ar maior na frente, saias laterais e rodas AMG aro 17 -- no lugar das de aro 16 das demais versões. A grade é a mesma usada nas versões Avantgarde, com três lâminas prateadas e uma enorme estrela de três pontas ao centro. Na parte mecânica, o C 350 teve a suspensão rebaixada, com braços triangulares no eixo dianteiro e múltiplos no traseiro, para acompanhar a melhora de performance.

Por dentro, detalhes buscam sustentar o desempenho arrojado. Os bancos dianteiros têm apoios laterais pronunciados e o painel traz acabamento em aço escovado. Já os pedais têm molduras cromadas. O C 350 Sport oferece também muito requinte e segurança. A lista é farta. Entre os sistemas de proteção, são de série os "básicos" airbags duplos frontais de dois estágios, laterais dianteiros e traseiros e do tipo cortina, freios com ABS, EBD e assistente de emergência EBA, além dos controles eletrônicos de estabilidade ESP e de tração ARS. O pacote inclui ainda faróis de neblina e brake-light autoadaptativo -- que pisca intermitentemente durante frenagens intensas. E a versão Sport adiciona faróis bixênon.

Já na parte de conforto e comodidade, o sedã tem o interior todo revestido em couro e é ainda mais bem servido. Traz ar-condicionado automático digital de três zonas, controles elétrico para bancos dianteiros, altura e profundidade do volante, teto solar, vidros, travas e espelhos laterais, computador de bordo e controle de cruzeiro, direção hidráulica autoadaptativa, sensores de luminosidade, de obstáculos, de chuva e de monitoramento da pressão dos pneus, rádio/CD/MP3 e Bluetooth para telefonia com comando na coluna de direção, entre outros.
(por Diogo de Oliveira)

Veja também

Carregando...
Fale com UOL Carros

SALOES