UOL Carros

26/08/2008 - 16h21

País recebe criadores da 'customização de grife' em festival de motos

EUGÊNIO AUGUSTO BRITO
Da Redação
Cenário habitual de disputas e decisões das principais categorias do automobilismo sobre quatro rodas, o Autódromo de Interlagos foi escolhido como arena para o São Paulo Moto Festival (SPMF), encontro que promete misturar o melhor da cultura das duas rodas com diversas apresentações musicais, nos dias 5, 6 e 7 de setembro, em São Paulo (SP).

Foto: Divulgação

Integrantes da OCC, Paul Sr. (montando a chopper Brasília), Mikey (esq.)e Paul Jr. estarão em SP


Além dos tradicionais estandes com 15 fabricantes de motos, peças, lojas e ateliês, o evento trará ao país representantes internacionais da tendência batizada de "customização", ou personalização de motos: os americanos da OCC (Orange County Choppers), conhecidos do grande público por participarem de uma série televisiva com ares de reality show na TV a cabo ("American Choppers", do canal People+Arts), e o inglês radicado nos Estados Unidos Russel Mitchell, fundador da Exile Cycles, alçada à categoria de grife das motos 'custom' (leia aqui a entrevista feita pela agência Infomoto com Mitchell).

Foto: Divulgação

Cinco motos da OCC estarão no SPMF, entre elas a futurista I, Robot
UOL Carros conversou por telefone com o fundador da OCC, Paul Teutul, conhecido como Paul Senior. Além dele, virão ao Brasil os filhos Paul Jr., chefe dos projetistas, e Mikey, bem como os mecânicos da oficina, que completam a trupe vista nos programas -- sendo que quatro deles formam uma banda de rock e blues, a OCC Band, que se apresentará no festival.

Falando da cidade de Newburgh, no Estado de Nova York (EUA), Paul Sr. foi rápido e direto -- o mesmo estilo mostrado no programa televisivo --, mas contou um pouco da história de sua oficina e adiantou o que trará a São Paulo.

A OCC tem na bagagem cinco motos, "a pedido da organização do festival". São dois modelos choppers SplitBack, que custam o equivalente a R$ 200 mil cada, sendo que um deles receberá acabamento especial para o festival, e uma The Original, com 1.638 cilindradas e motor Smith and Smith.

A OUTRA ATRAÇÃO
Divulgação
O inglês Russel Mitchell traz suas criações minimalistas ao Brasil
LEIA REPORTAGEM COMPLETA
"Além disso, vamos levar a I, Robot [chopper de linhas futuristas, feita a pedido do ator Will Smith, protagonista do filme "Eu, Robô", baseado nos contos de ficção científica de Isaac Asimov], a The Comanche [inspirada em helicópteros do exército norte-americano] e a moto que construímos para vocês aí do Brasil, tendo a idéia de representar o seu país [trata-se da chopper Brasília, vista na foto maior, logo no início deste texto, com linhas e cores baseadas nas criações do arquiteto Oscar Niemeyer para o Distrito Federal]", informa Paul Sr.

Esta moto "verde-amarela" já foi exibida no Brasil em 2007, quando a turma do OCC foi recebida na capital federal até mesmo pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Todos os modelos poderão ser vistos pelo público brasileiro nos dias 5 e 6, e representam bem o estilo desenvolvido pela OCC desde sua criação "acidental".

SERVIÇO
São Paulo Moto festival (SPMF)
Data: 5 a 7 de setembro.
Local: Autódromo de Interlagos
Av. Senador Teotônio Vilela, 261, São Paulo/SP.
Ingressos*:
Arena
-Sexta/Sábado: R$ 180 (1º lote) e R$ 240 (2º lote).
-Domingo: R$ 120 (1º) e R$ 160 (2º).
-Passaporte 3 dias: R$ 420 (1º) e R$ 560 (2º).

Vip
-Sexta/Sábado: R$ 500.
-Domingo: R$ 300.
-Passaporte 3 dias: R$ 1.040.
*meia-entrada para estudantes ou com 1 kg de alimento.

Programação: Veja aqui as atrações.
Mais informações: http://www.spmf.com.br/
"Comecei a fazer motos personalizadas meio que por acidente, para uma apresentação. Mas construo motos há muito tempo, desde 1971, e se poucas pessoas conseguem trabalhar com aquilo que gostam, para mim, poder fazer isto é algo prazeroso", afirma Paul Sr., que considera suas invenções obras de arte, mas que podem e devem ser usadas nas ruas e que, por isso, atraem um público seleto.

"Nossas motos são peças únicas e quem as compra quer ter a sensação de que tem nas mãos algo diferenciado do que as outras pessoas têm, diferente até de quem tem uma Harley-Davidson". Segundo o 'customizador', a agenda da passagem pelo Brasil terá apenas o festival como compromisso, mas ele acredita ser o suficiente para garantir a atenção e algumas encomendas de brasileiros.

Compartilhe:

    Fale com UOL Carros

    SALOES