UOL Carros
 
25/08/2008 - 12h50

Protestos de agricultores ameaçam fábrica do Tata Nano na Índia

Da EFE,
Em Bengala (Índia)
Grupos de manifestantes ocuparam nesta segunda-feira (25), pelo segundo dia consecutivo, a fábrica em construção da companhia Tata Motors, no Estado de Bengala, na Índia. A empresa deseja produzir no local o Nano, previsto para ser o carro mais barato do mundo, a ser vendido por US$ 2.500. Enquanto isso, outras regiões da Índia ofereceram terras para uma possível mudança de projeto.

Os vários convites foram feitos pelos Estados de Punjab, Haryana e Rajasthan, a região ocidental de Maharashtra, Estado central de Madhya, e pelos Estados de Orissa, no leste, e Andhra, no sudeste.

As ofertas coincidem com novas manifestações nas quais os agricultores, apoiados por militantes do partido Congresso Trinamul, exigem que a empresa devolva 162 hectares agrícolas desapropriados pelo governo regional e, posteriormente, vendidos à companhia no município de Singur. De acordo com agências de notícias, cerca de 3.000 policiais foram deslocados para o local, para garantir a segurança dos trabalhadores da Tata Motors.

Os protestos levaram os manifestantes a ocupar as instalações da Tata em Singur pelo segundo dia consecutivo. Eles ameaçam continuar com ações de forma indefinida até que suas reivindicações sejam atendidas.

Reuters
O Tata Nano, programado para custar apenas US$ 2.500
O líder do Congresso Trinamul, Mamata Banerjee, assegurou no domingo (24) que o governo regional "ficará sem outra opção" que não seja a devolução das terras aos antigos proprietários, e acrescentou que as mobilizações continuarão até que essa exigência seja cumprida.

O chefe do governo de Bengala, Buddhadeb Bhattacharjee, afirmara previamente que a devolução das terras não seria possível porque representaria o fim total do projeto. O chefe do Executivo deseja realizar uma nova rodada de reuniões com o partido opositor que promove as mobilizações para tentar chegar a um acordo.

A Tata Motors, propriedade do milionário Ratan Tata, deseja produzir o carro mais barato do mundo, o Nano, para suprir a demanada interna indiana por veículos que substituam as motocicletas. Veículos mais caros podem ficar por conta da Jaguar e da Land Rover -- tradicionais marcas britânicas que a Tata Motors comprou este ano.

Veja também

Carregando...
Fale com UOL Carros

SALOES