UOL Carros
 
12/08/2008 - 20h42

Apenas três aficionados terão uma Ferrari FXX Evoluzione para chamar de sua

Divulgação 


Da Redação

Se ter um exemplar de alguma série especial da Ferrari significa estar no auge em termos de luxo, exclusividade e, claro, de dirigibilidade, o que dizer então quando apenas você e mais duas pessoas no mundo possuem o modelo em questão, e mais, podem ajudar a desenvolvê-lo? Seja qual for o termo para definir esta situação, ele deve estar em chinês.

GT 330 E MAIS VÍDEOS DE FERRARI

Apenas três dos 29 aficionados (e muito endinheirados) donos de uma FXX, dois deles de Hong Kong, concordaram (por assim dizer) em continuar participando do exclusivíssimo programa de desenvolvimento da FXX Evoluzione, o foguete da foto acima, lançado em outubro do ano passado com direito a palpites do alemão Michael Schumacher.

A FXX Evoluzione pode ser resumida como um endiabrado pacote aerodinâmico duramente revisto, por mais de 35 mill quilômetros de testes, aliado à uma eletrônica de altíssimo nível que, ao ser aplicado sobre a Ferrari FXX, que ficou conhecida como super-Enzo, leva o bólido a marcas endiabradas -- 860 cv de potência a 9.500 giros em um motor de 6.3 litros V12, trocas de marchas em 60 milissegundos e tempos, na pista de Fiorano, até dois segundos mais rápidos (a FXX Evoluzione completou a volta em 1min16, contra 1min18 da FXX).

Apenas para completar a informação, o terceiro membro do restrito time é um europeu, que, assim como os dois colegas asiáticos e as cifras envolvidas, não foi identificado pela montadora.

Os três, a bordo de suas máquinas, participarão de um total de oito testes durante dois anos em pistas da Ásia, Europa e América do Norte. O Brasil, infelizmente, não está incluso neste itinerário.

Veja também

Carregando...
Fale com UOL Carros

SALOES