UOL Carros
 
30/07/2008 - 20h37

GM cala sobre novo corte salarial de funcionários nos EUA e Canadá

Da Redação
A montadora norte-americana General Motors (GM), segunda no mercado mundial de automóveis, se recusou a confirmar ou negar a veracidade da informação de que irá cortar até 15% da folha salarial de seus empregados nos Estados Unidos e no Canadá a partir de novembro.

O corte foi divulgado nesta quarta-feira pela agência "Associated Press" e pelo jornal "The Wall Street Journal".

A montadora já havia anunciado no último dia 15 a redução de salários dos operários e a eliminação do plano de saúde para funcionários executivos, o que resultaria na economia de US$ 1,5 bilhão (cerca de R$ 2,3 bilhões), ou 20% das despesas com empregados. No entanto, o total planejado de cortes até 2009 fica na casa dos US$ 10 bilhões (quase R$ 16 bilhões).

Na sexta-feira, a GM deve anunciar seu balanço do segundo trimestre do ano.

Veja também

Carregando...
Fale com UOL Carros

SALOES