UOL Carros
 
15/07/2008 - 14h52

Nos EUA, GM anuncia medidas para conter crise até 2009

Da Redação*
A General Motors (GM) anunciou nesta terça-feira (15) que tomará medidas para reduzir seus custos operacionais no mercado dos Estados Unidos e enfrentar a crise de vendas do setor até 2009. A montadora demitirá um número ainda não determinado de trabalhadores para cortar em 20% os custos com funcionários assalariados, bem como suspenderá o pagamento de dividendo e determinadas compensações a executivos. A empresa espera ainda conseguir de US$ 4 bilhões a US$ 7 bilhões com a venda de ativos e a obtenção de novos empréstimos junto ao mercado financeiro.

O presidente da GM acrescentou que a empresa diminuirá a produção de pickups e utilitários esportivos -- os mais atingidos pela queda nas vendas --, ao mesmo tempo em que aumentará a produção de veículos de passeio.

As medidas foram anunciadas hoje pelo presidente mundial da companhia, Richard Wagoner, a um grupo de analistas financeiros. Wagoner deve ainda conceder uma entrevista coletiva para explicar os passos que a GM dará para enfrentar a crise, mas não escondeu a gravidade da situação enfrentada pela montadora.

"Precisamos tomar algumas ações muito duras para garantir nossa sobrevivência e sucesso", declarou o executivo-chefe da montadora, ressaltando que as iniciativas de redução de custo, devem ajudar a GM a elevar sua liquidez nos EUA em US$ 15 bilhões até o fim do próximo ano.

*Com EFE e Valor Econômico

Veja também

Carregando...
Fale com UOL Carros

SALOES