UOL Carros
 
12/07/2008 - 22h39

Ford resgata sigla RS no Focus com motor de 300 cv e tração dianteira

Divulgação 

Da Auto Press

A Ford está animada com a nova geração do Focus. Tanto que, na carona do remodelado hatch médio, ressuscitou a sigla RS -- Rallye Sport -- para definir a versão esportiva do dois volumes. A linha, inaugurada nos anos 70 com o Escort RS 1600, tinha sido abandonada no mesmo Focus há quatro anos. Agora, volta de forma adaptada aos duros "tempos modernos". Em nome de custos de produção menores e preços mais competitivos, o motor de 300 cv do modelo vai trabalhar com tração dianteira. E, sempre no embalo do marketing, o modelo será apresentado no Salão de Londres, que começa dia 22 de julho, na cor Le Mans Green. Ou seja, o mesmo verde metálico que era usado no Escort RS de mais de três décadas atrás.

PARA SEGURAR O ROJÃO
Para fazer jus a sua linhagem bem "temperada", o Focus RS foi equipado com um motor Duratec 2.5 litros com cinco cilindros em linha e turbocompressor. O propulsor foi trabalhado pela equipe de engenheiros da RS, divisão da montadora norte-americana que prepara os carros para competições. Eles elevaram a potência do motor de 225 cv para 300 cv, principalmente com mexidas nos comandos de válvulas e nos cabeçotes. O torque máximo, por sua vez, passou de 32 kgfm a 41,8 kgfm. Com isso, segundo a Ford, o modelo faz de zero a 100 km/h em menos de 6 segundos.

Carros esportivos com muitos dígitos sob o capô costumam dispor de tração traseira ou integral. Como a Ford decidiu economizar mantendo a tração dianteira, para segurar o Focus RS foi preciso dotá-lo de diferencial com escorregamento limitado, controles eletrônicos de estabilidade e de tração, barra estabilizadora traseira e de um novo jogo de suspensão dianteira batizada de RevoKnuckle, baseada no sistema McPherson, mas com amortecedores e molas recalibrados e bitolas 4 cm mais largas. Tudo para minimizar o chamado esterçamento de torque. Trata-se de uma reação típica de modelos muito potentes com tração dianteira: ao se acelerar forte, o carro tende a puxar bruscamente para um lado, comprometendo a estabilidade.

COMO SE FAZ UM RS
Por fora, é claro, mudanças para realçar o apetite do Focus RS. A versão obedeceu o desenho básico da nova geração do hatch na Europa, mas os faróis com contornos irregulares e extremidades pontiagudas que invadem as laterais ganharam lentes escurecidas. O capô com dois vincos bastante salientes ganhou duas tomadas de ar com desenhos em "V". A grade frontal foi pintada na cor preta e os pára-choques e pára-lamas foram alargados, conferindo mais imponência e robustez ao modelo. Uma moldura para a enorme entrada de ar no spoiler forma uma espécie de "bocão".

Divulgação 

Nas laterais, saídas de ar após os pára-lamas dianteiros na cor preta com a inscrição "RS" e saias no mesmo tom da carroceria. Vistosas rodas de liga leve aro 19 calçam pneus Continental com 235 mm de largura. Atrás, abuso de cortes retos e geométricos. O aerofólio acima do vidro traseiro também é preto e remete aos carros de competição da Ford. Um acabamento, ainda em preto, abaixo da tampa do porta-malas, abriga as duas ponteiras de escapamento cromadas. Por dentro, pedaleiras cromadas e vários detalhes em alumínio e aço escovado. O que mais chama a atenção, porém, são os bancos esportivos Recaro com forração que mistura tons verdes e negros.

COISA DE GRINGO
A estréia do Focus RS no mercado europeu só acontecerá no primeiro trimestre do ano que vem, mas a Ford não adiantou mais detalhes sobre preços. No Brasil, são mínimas as chances de a versão chegar. Até porque o "novo" Focus que será fabricado na Argentina e lançado no mercado brasileiro em setembro deve aproveitar a mesma plataforma do atual médio já feito por lá e adotar apenas o desenho do remodelado hatch europeu. Se for o caso, seguirá a lógica predominante na indústria automotiva local, de que plataforma nova é coisa para consumidor europeu, americano e japonês. No Mercosul, basta uma carinha bonita.
(por Fernando Miragaya)

Veja também

Carregando...
Fale com UOL Carros

SALOES