UOL Carros
 
09/07/2008 - 16h43

Crise pode acelerar produção do compacto Chevrolet Beat

Da Redação
Fotos: divulgação

O Beat, já exibido em salões internacionais, deve ter sua entrada em produção adiantada


A General Motors está a um passo de anunciar a fabricação de um novo carro compacto, o Beat, nome sob o qual já foi apresentado como conceito em alguns salões internacionais. A pressão do mercado norte-americano por soluções menos gastadoras de combustível foi decisiva para que a GM aparentemente adiantasse o cronograma do novo carro, que poderia ter sua estréia apenas em 2012.

Agora o Beat entra numa fila que já reserva para 2009 a entrada em produção do Chevrolet Cruze (nome derivado de "cruiser"), um sedã compacto (de 4,6 metros, pequeno para o padrão dos Estados Unidos) com motor 1.4 que a GM usará contra rivais como Volkswagen Jetta (o do México, ou seja, é o nosso Bora) e Ford Focus.

Crédito
Chevrolet Trax, um off-road light
Divulgação
O Groove, monovolume retrô
Divulgação
Aveo, tido como 'pai' de família
Se vier a ser vendido no Brasil, o Chevrolet Beat provavalmente concorrerá -- devido ao preço -- no segmento dos hatches premium, batendo de frente com Volkswagen Polo e Citroën C3, entre outros (pelo tamanho e motor, pegaria o Ford Ka).

Há ainda dois conceitos da GM que têm potencial para produção e que vêm sendo exibidos lado a lado com o Beat nos salões (eles dividem a mesma plataforma e são conhecidos como "trigêmeos"): o Trax, uma espécie de jipinho compacto que lembra o Ford EcoSport e os off-road light do tipo VW CrossFox, e o Groove, o mais difícil de definir -- lembra uma minivan e possui estilo retrô, à moda do PT Cruiser da Chrysler e do HHR da própria Chevrolet. Os três carros possuiriam motor de 1.0 ou 1.2 litro.

Tudo isso deveria embolar o meio-campo em relação à nova família de compactos que a Chevrolet fará no Brasil, conhecida como Viva e prevista para 2009. Já se especulou que o "pai" seria um hatch compacto semelhante ao Aveo, o carro mais barato da Chevrolet nos EUA, vendido por lá em dois e três volumes e com motor 1.6 16V -- e que guarda parentesco com o nosso Corsa e Corsa Sedan, que seriam substituídos.

Ou seja: a nova família brasileira seria baseada num carro com anos de mercado e similar ao modelo que ela mesmo "mataria". Por isso, a pressa da GM dos EUA em produzir o Beat e seus dois irmãos poderia sinalizar alguma movimentação interessante para o mercado brasileiro. Mas o que há de certo, por ora, é que o Cruze será feito nos EUA, e que os "trigêmeos" têm sido trabalhados na Daewoo, subsidiária da GM na Coréia do Sul.

Veja também

Carregando...
Fale com UOL Carros

SALOES