UOL Carros
 
30/05/2008 - 22h40

Cupê BMW M3 une luxo e esportividade

Da Auto Press
Automóveis de luxo sempre despertam fascínio. Seja pelo design, pela tecnologia embarcada ou pelos seus (quase sempre) poderosos motores. Mesmo assim, entre os modelos denominados como "premium", ainda existe espaço para ir além em termos de desempenho e arrojo. É onde se insere o BMW M3. O cupê alemão aposta justamente na esportividade para conquistar seu mercado.

A quarta geração do modelo, lançada em setembro do ano passado, durante o Salão de Frankfurt, pode se gabar do virtuoso motor V8 para atrair os ricos -- embora nem sempre criteriosos -- consumidores do segmento. Esse é o primeiro motor oito cilindros da linha M, a preparadora esportiva da BMW. É um propulsor que ronca bem alto: os 420 cavalos rugem com força total a 8.500 rpm, e o torque máximo é de 40,8 kgfm a 3.900 rpm. Com esse "brinquedo", o M3 faz de zero a 100 km/h em 5,1 segundos, e atinge a velocidade máxima de 250 km/h (limitada eletronicamente).

ÁLBUM DE FOTOS
Hernando Calaza/MegaAutos - Argentina
MAIS IMAGENS DO BMW M3
Apesar de todo o poder cavalar, o propulsor é bem light: pesa 202 kg, 15 kg a menos que o seis cilindros da montadora. Já todo o cupê -- um modelo com 4,61 m de comprimento, 2,72 m de entre-eixos, 1,42 m de altura e 1,97 m de largura -- pesa 1.655 kg. Isso garante um dos grandes trunfos para a agilidade do veículo: a relação peso/potência é de apenas 3,8 kg/cv. A transmissão é manual de seis marchas e despeja a potência em conjunto com o diferencial autobloqueante (Variable M Limited-Slip Differencial). Segundo a marca bávara, isso enfatiza a vocação esportiva do cupê de duas portas.

O M3 traz de série elementos necessários em um carro deste segmento. Airbags frontais, laterais e de cortina; assentos dianteiros elétricos e traseiro rebatível; controle de cruzeiro; computador de bordo; faróis bixênon e de neblina, entre outros equipamentos.

Os rivais
O cupê disputa mercado com outros modelos igualmente instigantes e fruto de divisões esportivas de outras marcas alemãs que prometem mais rapidez nas arrancadas. É o caso do Mercedes-Benz C63 AMG, com motor 6.2 V8 de 463 cv e torque de 62,5 kgfm, que sai da imobilidade para os 100 km/h em 4,5 segundos, segundo a marca da estrela. Ainda mais rápido promete ser o Audi RS4, que precisa de 4,2 s para a mesma performance com seu propulsor 4.2 V8 de 420 cv e 43,9 kgfm.

Todos também têm 250 km/h como limite de velocidade. No preço, não se emparelham tanto. O M3 é fabricado na unidade de Regensburg, na Alemanha, e é ­vendido em terras brasileiras por R$ 408 mil. O RS4 custa próximo: R$ 481.800. Já o C63 AMG fica mais "em conta". Sai por US$ 195 mil (aproximadamente R$ 324 mil). Os preços em reais são os equivalentes pela conversão, e não levam em conta impostos e outros custos de importação. (por Bernardo Feital)

PRIMEIRAS IMPRESSÕES: CARRO DA MARCA BÁVARA É UM PURO-SANGUE
No plano lateral, a imagem do M3 resgata algumas linhas do emblemático 635, esportivo da marca na década de 1980. O vinco notado nos flancos do veículo é clara referência ao antigo modelo da BMW. O cupê esportivo é um festival para a vista de quem o olha, não importa a posição. Por dentro, o espaço interno é satisfatório, tendo em vista que se trata de um cupê 2+2 (dois lugares na frente e dois, bem mais apertados, atrás).
Por isso, o modelo possui limitações próprias, principalmente na parte traseira e na altura, resultado do condicionamento que geram as formas aerodinâmicas.
As estruturas do M3 são leves, feitas com fibras especiais, e ajudam na esportividade do carro. Mas o real tradutor da robustez deste BMW está contido debaixo do capô. O propulsor V8 de 420 cavalos é, sem dúvida, a grande atração do veículo. Com o cupê da marca bávara, o consumidor tem a possibilidade de, por exemplo, usar a performance de um veículo de competição para chegar ao seu local de trabalho. (por Alberto Juáres, da MegaAutos/Argentina, para Auto Press)

Veja também

Carregando...
Fale com UOL Carros

SALOES