UOL Carros
 
02/05/2008 - 20h16

Brasil comprou mais de 1,5 milhão de veículos em 4 meses

CLÁUDIO DE SOUZA
Editor de UOL Carros
Para onde quer que se olhe há crescimento na indústria automotiva brasileira em abril, de acordo com dados da Fenabrave, entidade que reúne os distibuidores de veículos, divulgados nesta sexta-feira (2). As vendas combinadas de automóveis e comerciais leves (picapes, SUVs etc.), por exemplo, subiram 46,39% em abril passado na comparação com o mesmo mês de 2007 (248.945 unidades, contra 170.061 em 2007). Entre março e abril deste ano, a ascensão foi de 12,65%. Com efeito, o mês cravou novos recordes na indústria automotiva do país.

A venda total de veículos, que inclui automóveis, comerciais leves, motocicletas, caminhões, ônibus, implementos rodoviários e outros (reboques, por exemplo), ultrapassou a barreira do milhão e meio de unidades no acumulado do ano. Foram 1.548.519 veículos no primeiro quadrimestre, ante 1.191.814 unidades no mesmo período de 2007. O aumento nos emplacamentos, segundo a Fenabrave, foi de 29,93%.

  • Leia o relatório completo da Fenabrave
  • Especial: frota cresce, trânsito tem nó

    A entidade já projeta para o ano um total de 5.063.421 veículos vendidos em todo o Brasil. Considerando somente automóveis e comerciais leves, o total pode chegar, de acordo com a Fenabrave, a 2.811.159. No ano passado, foi de 2.358.709, já um recorde histórico da indústria. O crescimento, agora, seria de cerca de 20% -- mais ou menos quatro vezes a performance que se espera do PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil no mesmo período.

    A Fenabrave avalia que a confiança do consumidor na situação econômica do Brasil é o fator decisivo no desempenho da indústria -- porque as pessoas estão topando se endividar para comprar carros.

    Um dado interessante é o aumento da participação dos sedãs médios e grandes no mercado. Suas fatias em abril, de 8,83% e 0,83%, cresceram em relação a março, assim como as dos hatches pequenos e dos sedãs pequenos (14,25% e 16,64%, respectivamente). Já os chamados veículos de entrada, que dominam a maior parte das vendas, caíram para 40,66% do mercado. Ou seja: o brasileiro está comprando automóveis mais caros.

    Entre as montadoras, a ordem do mercado não se alterou. Nas categorias automóveis e comerciais leves, o ranking segue sendo Fiat (24,9%), Volkswagen (22,16%), General Motors (21,67%), Ford (9,18%), Renault (4,23%) e Honda (4,15%).

    Já os modelos campeões de vendas seguem sendo Volkswagen Gol (25.912 unidades emplacadas em abril) e Fiat Palio (20.144). Nas demais posições, ressalte-se o bom desempenho do Ford Ka e do Renault Sandero. A seguir, os 15 automóveis mais vendidos no Brasil em abril:

    Volkswagen Gol - 25.912 unidades
    Fiat Palio - 20.144
    Chevrolet Celta - 13.554
    Chevrolet Corsa Sedan/Classic - 12.189
    Fiat Mille - 11.759
    Volkswagen Fox/CrossFox - 10.530
    Fiat Siena - 9.556
    Ford Ka - 6.367
    Honda Civic - 5.826
    10º Fiat Strada - 5.794
    11º Ford Fiesta hatch - 5.333
    12º Chevrolet Prisma - 5.166
    13º Peugeot 206 - 4.750
    14º Renault Sandero - 4.452
    15º Fiat Punto - 4.244

    Veja também

    Carregando...
  • Fale com UOL Carros

    SALOES