UOL Carros
 
09/04/2008 - 12h41

Europa libera Renault para 'ressuscitar' a Lada

Da Redação, com agências
A Renault recebeu nesta quarta-feira (9) o sinal verde da Comissão Européia para adquirir 25% de participação na empresa russa AvtoVaz. A empresa francesa age em conjunto com a Russian Technologies, parceira nessa aquisição, cujo montante pode chegar a US$ 1 bilhão. Um dos objetivos é revitalizar a marca Lada.

A AutoVaz é a líder automotiva na Rússia, mas sofre uma forte concorrência de fabricantes estrangeiros num mercado aquecido e que vem apresentando crescimento na casa dos dois dígitos.

A prioridade da Renault é reforçar a posição da AvtoVaz na Rússia. Ou seja, o "renascer" da Lada (introduzida no Brasil nos anos 1990 pelos modelos Laika e Samara, além do jipe Niva, e que atualmente não tem participação significativa nos mercados mais desenvolvidos) pelas mãos do grupo francês será voltado, num primeiro momento, ao público russo e ao de países vizinhos.

A AvtoVaz vendeu em 2007 cerca de 770 mil carros. O plano é elevar a capacidade produtiva da empresa a 1 milhão de carros já em 2010.

Amigo ou dono?
A questão agora é definir o modelo de negócio da Renault com a AvtoVaz. Analistas de mercado acreditam numa semelhança com a aliança Renault-Nissan, que mantém as identidades de ambas as marcas totalmente separadas, embora elas estejam sob um comando único. Essa percepção se reforça pelo fato de a participação da Renault na AvtoVaz ser de 25%.

É diferente do caso da Dacia, marca da Romênia que hoje pertence à Renault depois de, inicialmente, ter 51% de seu capital adquirido pelos franceses.

Sob o controle total da Renault, a Dacia produz o sedã Logan, que foi lançado em 2007 no Brasil, e passou a fabricar na Europa o Sandero, que fez aqui sua estréia mundial, também no ano passado.

Veja também

Carregando...
Fale com UOL Carros

SALOES