UOL Carros
 
07/03/2008 - 18h38

Protótipos buscam atenção e vislumbram o futuro

Da Auto Press
Mais do que apresentar lançamentos, nos salões de automóveis vale marcar presença. É nesta hora que entram em cena os protótipos inovadores cheios de tecnologia. Seu objetivo é, claramente, impressionar: fisgar os olhos dos visitantes com linhas modernas, musculosas, arrojadas e incomuns, que transpiram um sofisticado design.

Na 78ª edição do Salão de Genebra, na Suíça, aberta até o próximo dia 16, os modelos convencionais e "ecológicos" têm muitos adversários conceituais para dividir os holofotes. Entre eles, estão protótipos extravagantes como o Giugiaro Quaranta e o Pininfarina Sintesi, assinados e construídos pelos dois mais renomados estúdios de design da Itália e do mundo.
Divulgação

Fioravanti Hidra, com teto quase totalmente de vidro, é um dos protótipos exibidos no Salão de Genebra, na Suíça: design em 1º lugar
VEJA MAIS FOTOS DE PROTÓTIPOS QUE ANTECIPAM O FUTURO


Equipados com motores híbridos de alto desempenho, tanto o Quaranta quanto o Sintesi impressionam, sobretudo, pelo desenho. Suas linhas futuristas, com rodas enormes, perfil baixo e bastante vidro, lembram os veículos normalmente vistos em filmes de ficção científica. A sensação inicial é de que ambos já foram exibidos antes, seja em salões de automóveis ou em longa-metragens das décadas de 80 e 90.

Mas, independentemente da data ou local, a propulsão híbrida -- que reune motores elétrico e a combustão -- é um dos principais atrativos nos conceitos. O Sintesi traz motores combinados, um a célula de combustivel e outro elétrico, em cada uma das quatro rodas. O resultado são 174 cv de potência total e colossais 76,4 kgfm de torque máximo, que levam o protótipo à máxima de 248 km/h.

Divulgação
O Mila Alpin é uma sugestão de SUV pensado para enfrentar a neve
Divulgação
Continental GT Speed deu origem ao carro apresentado pela Zagato
Já o Quaranta ignora o perfil de monovolume: segundo o estúdio Italdesign, do renomado designer italiano Giorgetto Giugiaro, o modelo vai a 250 km/h e acelera de zero a 100 km/h em 4 segundos.

Com proposta quase idêntica, os protótipos Fioravanti Hidra e Maserati Chicane abusam um pouco mais do visual. Criação do estúdio italiano Fioravanti, o Hidra usa materiais leves na carroceria, como fibra de carbono, e muito vidro na parte superior do habitáculo. Com quatro portas e ausência da coluna central (característica comum entre os carros-conceito), o Hidra tem lugar para quatro passageiros e estilo familiar, apesar da denominação de "veículo esportivo multifuncional". A esportividade vem da propulsão híbrida, apelo que no Maserati Chicane está concentrado no design. Com linhas robustas e agressivas, o protótipo da marca italiana (um cupê 2 + 2) tem pára-lamas enormes e muito "músculo" nas laterais. Sob o capô, há um poderoso V8 com mais de 400 cv.

Gelado
Menos potente e sem qualquer apelo esportivo, o Mila Alpin é um simpático protótipo de formas mais quadradas, que lembram cubos de gelo. O nome Alpin vem exatamente das aptidões off-road desse SUV compacto na neve. O conceito é invenção da Magna Steyr, subsidiária austríaca da montadora canadense Magna International.

Com pneus de uso misto e capacidade para subir rampas com até 45° de inclinação, o Mila Alpin foi pensado para as pessoas que costumam encarar muita neve. E como a maior parte dos protótipos de Genebra, o modelo ainda tem seu lado verde: usa um motor 3.0 movido a gasolina e gás natural.

O GNV também é o principal apelo da montadora francesa PGO e seu belo roadster retrô Cévennes Turbo-CNG -- uma réplica do Porsche 356 movida a gás. Mas, neste caso, o visual antigo esconde um desempenho apimentado: o motor 1.6 turbo de quatro cilindros e 150 cv faz o Cévennes acelerar de zero a 100 km/h em 6,5 segundos. A PGO, porém, não sabe se vai produzi-lo em série.

Na contramão da maioria dos conceitos -- ou seja, com reais chances de ganhar as ruas em breve -- estão Opel Meriva Concept, Seat Bocanegra e Renault Mégane Coupé Concept. Inspirados em modelos em produção, os três protótipos têm um objetivo em comum: dar pistas de como serão as gerações futuras da minivan Meriva, do hatch compacto Seat Ibiza e do Mégane cupê.

No quesito design, os protótipos da Opel e da Renault surpreendem: enquanto a Meriva traz as portas traseiras que se abrem para trás e revelam um interior cheio de cores, com o console central em touch screen, o Mégane tem portas do tipo asa de gaivota. Menos conceitual entre os três estudos, o carrancudo Bocanegra adianta como será a próxima geração do hatch compacto Ibiza, que deve estrear já em maio, no Salão de Madri, na Espanha.

(por Diogo de Oliveira)

Veja também

Carregando...
Fale com UOL Carros

SALOES