UOL Carros
 
11/01/2008 - 19h29

Com conceito America, Ford dá pistas de como será o novo Explorer

Da Auto Press
Quando se trata de um líder de mercado, todo cuidado é pouco na hora de promover mudanças, entretanto, um toque de ousadia é sempre fundamental. Ainda mais no Salão de Detroit, maior evento da indústria automotiva norte-americana, realizado todos os anos em janeiro e tradicionalmente repleta de novidades. Foi para esse ambiente competitivo que a Ford construiu seu novo conceito, o Explorer America, que promete ser a próxima geração do utilitário esportivo médio, líder de vendas em seu segmento no cobiçado e rico mercado dos EUA.

O protótipo não esconde que estará na feira para testar a reação do público. Cheio de aparatos tecnológicos, com direito a navegador GPS em 3D, o SUV certamente passará por mudanças. A bela carroceria mais parece saída de um filme de ficção científica do que da prancheta de um engenheiro, mas dá dicas sobre o futuro do Explorer, cuja nova geração é esperada para 2010 - a atual foi lançada em 2001.

Divulgação
O Ford Explorer America chegará às lojas com muita tecnologia e design
VEJA MAIS FOTOS DO MODELO


Exatamente por conta da idade ligeiramente avançada do modelo em produção, o protótipo que representa sua futura geração leva ao pé da letra o significado da palavra "novo". A mais importante das mudanças começa pelo "esqueleto": em vez de carroceria sobre longarinas, como no Explorer atual, o America terá estrutura em monobloco e aproximadamente 68 kg a menos.

Já as novas linhas nem de longe lembram as atuais. Salvo o largo comprimento do primeiro volume, onde fica acomodado o motor, o estilo segue o padrão "pão de forma", com linhas quase retangulares. Na frente e atrás, pára-choques aparecem camuflados na carroceria e há abuso de músculos. A enorme grade dianteira, com cortes irregulares, engloba os faróis, que, assim como as lanternas, fogem do convencional em forma de filetes de luz.

Há também soluções originais direcionadas ao conforto, como a porta traseira do lado direito corrediça - projetada para facilitar o acesso dos passageiros. É possível encontrar engenhocas meramente decorativas no painel, aliadas a um design de vanguarda, cujo objetivo é fisgar olhares.

Um pouco de atenção
Vale tudo para chamar a atenção em Detroit. O Explorer America possui bancos "flutuantes" que deslizam sobre um apoio lateral preso aos trilhos do console central. O teto panorâmico permite uma visão privilegiada do céu aos passageiros. No lugar da tradicional manopla do câmbio, uma bússola tridimensional com display colorido funciona como navegador GPS.

A Ford também revelará a tecnologia EcoBoost, que integra um turbocompressor ao motor 2.0 de quatro cilindros em linha, com injeção direta de combustível, 279 cv de potência e 38,7 kgfm de torque. De acordo com o fabricante, a solução será capaz de deixar o propulsor com desempenho semelhante ao de um V6 e força equivalente à de um V8.

O Explorer America traz ainda uma opção de motor 3.5 V6 de 340 cv. Ambas as versões carregam o câmbio automático de seis velocidades, com modo de trocas manuais. A montadora afirma que a tecnologia permitirá um consumo 30% e 20% menor, respectivamente, para cada um dos motores.

Para os brasileiros que gostam de SUVs brutamontes, as notícias são boas. Atualmente, o modelo é montado em regime de CKD na Venezuela. Mas o país comandado por Hugo Chávez ainda não faz parte do Mercosul. Basta mudar isso para que Brasil e Venezuela fiquem livres das taxas alfandegárias, o que incentivaria a importação do utilitário esportivo campeão de vendas nos Estados Unidos.

Veja também

Carregando...
Fale com UOL Carros

SALOES