UOL Carros
 
07/01/2008 - 20h13

Ao completar uma década de existência, SLK ganha novo visual

Da Auto Press
Quando o Mercedes-Benz SLK foi lançado no mercado europeu, em 1997, um segmento automotivo ressurgiu. Os roadsters de dois lugares, que tiveram sua fase gloriosa nas décadas de 50 e 60, ganharam novo impulso, mesmo que o SLK não siga exatamente a concepção clássica da categoria, pois possui teto rígido retrátil, que o caracteriza como um cupê cabriolet.

Divulgação
O Mercedes-Benz SLK é o grande nome do seu nicho de mercado
Dez anos mais tarde, o Mercedes-Benz SLK segue uma instigante combinação de esportividade e versatilidade, concorrentes de peso.

Produzido desde seu lançamento na planta de Stuttgart, na Alemanha, o SLK ganhou um novo visual, além de oferecer motores mais potentes nas versões de entrada. A nova safra do "roadster cupê" chegarà às concessionárias nas configurações 200 Kompressor, 280, 350 e 55 AMG, esta a versão topo de linha.

A linha 55 AMG continua a utilizar o 5.5 litros de 360 cv, com um torque máximo de 52 kgfm a 4.000 rpm. A velocidade máxima é limitada eletronicamente em 250 km/h e aceleração de zero a 100 km/h é alcançada em 5 segundos.

Elaborada pela AMG, tradicional preparadora esportiva dos modelos da Mercedes, um dos grandes atrativos da versão é a transmissão automática de sete velocidades. Conhecido como 7G Tronic, esse sofisticado câmbio possui duas marchas ré. Em situações de piso escorregadio ou de ladeiras muito íngremes, o motorista pode acionar a segunda marcha reversa, que confere maior força ao veículo. Este sistema foi introduzido em 2003.

As maiores mudanças serão notadas, de fato, nos motores dos modelos mais básicos. O SLK 350 de 3.5 litros agora conta com a força de 305 cv, 33 cv a mais que a versão anterior. A velocidade desta configuração também é limitada nos 250 km/h e a aceleração de zero a 100 km/h chega a 5,5 segundos. O torque ganhou um aumento de 2,7% e alcança 36,7 kgfm a 4.900 rpm. A transmissão é a mesma 7G Tronic.
Divulgação
A nova versão da Mercedes-Benz SLK possui inovações no interior e no design
VEJA OUTRAS FOTOS DO SLK


Já o 200 Kompressor conta 184 cv, 21 cv a mais do que o seu antecessor, e com um torque de 25,4 kgfm. Enquanto isso, o foco SLK 280, segundo a montadora, está no consumo. A nova versão continua com 231 cv de potência. A transmissão dessas duas configurações é manual de seis marchas.

Por fora, o carro continua com as mesmas dimensões: entre-eixos de 2,43 metros, largura de 1,77 m e altura de 1,29 m, com 4,08 m de comprimento total.

No design, o modelo ficou ainda mais inspirado nos carros de Fórmula 1 e, principalmente, na McLaren, parceira britânica da marca alemã nas pistas.

As mudanças mais notáveis ficam na dianteira. Seu estilo remete ao conhecido "bico", típico dos carros da F1. Ele também foi singelamente reestruturado, ganhando novos pára-choques. Na traseira, as lanternas do modelo recebem luzes escuras, que valorizam a esportividade.

No interior, os bancos foram redesenhados e o painel ganhou novas funções. A Mercedes instalou, pela primeira vez no SLK, o sistema NTG 2.5 áudio, que reúne a tecnologia Bluetooth integrada ao áudio do veículo, além de interface com o Ipod.

O modelo ainda possui o sistema Linguatronic, que permite que diversas funções sejam ativadas através de comando de voz. Como opcional, ainda é possível a aquisição do Harman Kardon Logic 7. Trata-se de um robusto sistema de som, que promete uma acústica impecável mesmo com o teto recolhido.

(por Bernardo Feital)

Veja também

Carregando...
Fale com UOL Carros

SALOES