UOL Carros

08/10/2007 - 14h16

Design e fome de curvas são marcas da Buell XB12S

Da Infomoto
Design ousado, motor "V2" de 1.200 cc herdado da Harley-Davidson e uma extrema facilidade para contornar curvas, mesmo as mais fechadas. Assim é a Buell XB12S Lightning, um "brinquedinho" que vai deixar muitos motociclistas com aquela sensação de adrenalina correndo nas veias e um sorriso estampado no rosto, já que essa moto é muito divertida de se pilotar. A naked norte-americana custa R$ 46.900,00 à vista, mais o frete.

A XB12S tem uma ciclística bastante equilibrada, resultado da centralização de massa obtida com o tanque de combustível embutido no quadro, enquanto a balança traseira abriga o reservatório de óleo. Ela é completada por um chassis rígido, fabricado em alumínio, e uma suspensão dianteira invertida (upside-down) da marca Showa.


Um destaque da motocicleta Buell XB12S é sua inclinação nas curvas
VEJA MAIS FOTOS DA BUELL XB12S


Apesar de seu caráter esportivo, a streetfigther da Buell -- assim como outros modelos da marca -- traz um motor V2, arquitetura não muito habitual nessa categoria de motos. Mas poucas coisas são "normais" em uma Buell.

Alimentado por injeção eletrônica, o propulsor, chamado de Thunderstorm, tem dois cilindros em V, com 1.203 cm³ de capacidade. Capaz de desenvolver 103 cv de potência máxima (a 6.800 rpm), o ponto alto do propulsor é o torque, disponível desde as baixas rotações até chegar ao máximo de 11,5 kgf.m a 6.000 rpm.

Pelas (belas) curvas do escapamento sai um ronco bastante grave. Uma sinfonia para os fãs de V2, mas estranho aos ouvidos dos acostumados aos sons mais agudos dos motores de quatro cilindros em linha.

FICHA TÉCNICA


Motor - Dois cilindros em V a 45°, quatro tempos, refrigerado a ar/óleo, duas válvulas por cilindro com comando no bloco (OHV), capacidade de 1.203 cm³; potência máxima (declarada) de 103 cv a 6.800 rpm, torque máximo (declarado) de 11,5 kgf.m a 6.000 rpm
Câmbio - Cinco velocidades; transmissão final: correia dentada
Alimentação - Injeção eletrônica
Partida - Elétrica
Quadro - Alumínio
Suspensão dianteira - Garfo telescópico Showa invertido com regulagens de pré-carga da mola, compressão e retorno, com 120 mm de curso
Suspensão traseira - Monoamortecedor Showa com regulagens de pré-carga da mola, compressão e retorno do hidráulico, 129 mm de curso
Freio dianteiro - Perimetral, com disco flutuante de 375 mm de diâmetro e pinça de seis pistõe
Freio traseiro - Disco simples de 240 mm, com pinça flutuante de um pistão
Pneus - dianteiro, Pirelli Diablo 120/70 ZR-17; traseiro, Pirelli Diablo 180/55 ZR-17
Dimensões (versões S e Ss) - Comprimento de 1935 mm / 2070 mm; largura de 755 mm / 755 mm; entre-eixos de 1.320 mm / 1,360 mm; do solo 110 mm / 118,4 mm; assento 765 mm / 775 mm
Peso seco (S e Ss) - 179 kg / 181 kg
Tanque (S e Ss) - 14,5 litros / 16,7 litros
Cores (S e Ss) - Laranja Valência translúcida, preto Midnight ou cherry bomb translúcida; preto Midnight e laranja Sunset
Preço (S e Ss) - R$ 46.900 e R$ 48.900
Buell XB12S e Ss
Pilotando
Num circuito travado -- como é o Kartódromo da Aldeia da Serra (SP), onde a moto foi testada -- a XB 12S mostrou suas qualidades. Principalmente ao contornar curvas. O ângulo de inclinação desta Buell é impressionante, e qualquer piloto menos experiente consegue raspar as pedaleiras na pista. Para garantir maior aderência, a moto usa pneus radiais sem câmera Pirelli Diablo, 120/70 ZR-17 (dianteiro) e 180/55 ZR-17 (traseiro).

O quadro em alumínio fica à mostra e segue o princípio de rigidez, resistindo às indesejáveis torções nas curvas (lembrando que ele carrega 14,5 litros de combustível na XB12S). O conjunto de suspensões, da grife Showa, transmite segurança ao atacar as curvas, tanto os cotovelos, quanto as mais abertas e feitas em alta velocidade.

Com relação aos freios, a Buell XB12S utiliza um disco perimetral (375 mm e pinça de seis pistões) na dianteira -- isto é, em vez de ser fixado ao cubo da roda como nas outras motos, é preso ao aro. O resultado é uma redução de 3 kg na parte frontal da moto. E eles dão conta do recado, mesmo em situações extremas.

Design vivo
Vale ressaltar o design radical das motos idealizadas por Erik Buell. Nesta compacta e potente motocicleta o que chama a atenção mesmo é o quadro de seção retangular, que abraça o falso tanque e o motor -- além da capa do tanque, elaborada em alguns modelos com material translúcido.

A moto apresenta cores vivas, que transmitem ar de jovialidade (laranja translúcido, preto ou vermelho translúcido). O visual inusitado dessa Buell é completado pelo duplo farol (um para luz baixa e outro para luz alta) e as rodas de liga-leve de seis raios. O escape sob o motor é outro destaque, não só estético, mas que também ajuda na concentração de massa.

Para maiores
Para oferecer um pouco mais de conforto para pilotos altos, a Buell construiu a XB12Ss, versão que traz uma distância entre-eixos maior (40 mm) e mais espaço para a garupa.

As outras diferenças ficam por conta do comprimento, distância do solo, altura do assento, peso seco, capacidade do tanque de combustível, ângulo de cáster e trail . Tudo isso foi feito para deixar esta versão maior e mais confortável, porém tão divertida quanto sua irmã menor. Ela custa R$ 48.900. (por Aldo Tizzani)

Compartilhe:

    Fale com UOL Carros

    SALOES