UOL Carros

28/09/2007 - 20h00

Impressões: Touareg e a dinâmica de fino trato

Da Auto Press,
Em Campinas (SP)*
O investimento tecnológico que a Volkswagen fez no Touareg V8 pode ser notado antes mesmo de se entrar no carro. Com a chave no bolso, basta encostar a mão na maçaneta para a porta destravar automaticamente. Ainda sem tocar na chave, é possível acionar o motor do modelo. Só é preciso apertar a tecla "start" do console central. E é depois de ligado que o SUV passa a ser mais divertido.

Ainda mais ao se pisar fundo no pedal do acelerador. O motor 4.2 V8 com injeção direta de combustível mostra a que veio. As arrancadas são objetivas e rápidas. Acompanhar o nervoso sobe-e-desce do ponteiro do conta-giros só estimula a pisar fundo. Rapidamente se chega a 170 km/h, mas a sensação é de que se está a bordo de um carro de passeio normal numa velocidade normal, tamanha a estabilidade.

Fernando Miragaya/Cartaz Z Notícias
SUV de porte médio/grande, Touareg tem alta dirigibilidade
MAIS FOTOS DO VW TOUAREG
O modelo não flutua e continua a responder prontamente aos comandos do volante. A partir dos 70 km/h o ajuste automático da suspensão vai para o modo "sport", tronando-a mais rígida e rebaixada. Resultado: o Touareg fica ainda mais "no chão".

Quando se entra forte nas curvas, o modelo, mais uma vez, se sai bem. É fácil perceber quando o controle de estabilidade corrige a trajetória do veículo numa curva. A suspensão auto-regulável também contribui para uma condução sem sustos. A carroceria não torce, o pneu não canta e o motorista em nenhum momento acha que vai perder o controle sobre o veículo.

Na subida da serra que liga as cidades de Guarulhos e Nazaré Paulista, o câmbio Tiptronic de seis velocidades pôde mostrar suas virtudes. A transmissão acha sem demora a marcha correta e deixa o propulsor sempre com disposição para retomadas e ultrapassagens seguras. Mas para garantir a diversão, o melhor é colocar o Tiptronic em modo seqüencial e usar as borboletas atrás do volante para as trocas.

Depois dessas estripulias, o motorzão V8 entregou a conta na hora do consumo. O computador de bordo do modelo testado calculou a média de consumo em 6,2 km/l. Normal para o trecho com muita serra e pé pesado. Ainda mais num propulsor com 350 cv sempre dispostos.

*A reportagem da Auto Press viajou a convite da Volks

Compartilhe:

    Fale com UOL Carros

    SALOES