UOL Carros

17/07/2007 - 09h00

Mercedes lança Classe C com supermotor 6.3

Da Auto Press
Faltava ao Mercedes-Benz Classe C uma versão "picante" com a assinatura da AMG, divisão esportiva da marca alemã. Não falta mais. A exemplo do que foi feito com os modelos mais requintados da fábrica de Stuttgart (como os sedãs Classe E, S e CLS e as versões cupê e conversível do CLK), a Mercedes apresentou na última semana o C63 AMG, versão "bólido" da terceira geração do sedã médio.

POTÊNCIA PARA POUCOS
Divulgação
O Mercedes C63 deve custar cerca de
US$ 190 mil; no Brasil, só por encomenda
VEJA MAIS FOTOS
Lançado em janeiro último, o Classe C passa a ser o carro mais compacto da marca da estrela de três pontas a dispor da "temperadíssima" mecânica AMG. Seu lançamento está confirmado para março de 2008, nos Estados Unidos, quando a parceria Mercedes-AMG comemora 40 anos.

No C63 AMG, a principal mudança está debaixo do capô. Sai de cena o já vigoroso 3.5 litros V6 de 270 cv e torque de 18 kgfm a 2.450 rpm, que equipa o Classe C vendido na Europa e nos Estados Unidos , para a entrada do colossal 6.3 litros V8 da AMG.

A unidade de força, quase toda feita de alumínio, desenvolve até 457 cv de potência máxima aos 6.800 giros e um torque de impressionantes 61,2 kgfm a 5 mil rpm. E o motor libera quase 85% do seu torque (cerca de 51 kgfm) já a partir dos 2 mil giros. Tudo isso graças a uma série de modernas tecnologias, inclusive coletor de admissão variável e variador de tempo de abertura das válvulas.

No gerenciamento da unidade está o câmbio automático AMG SpeedShift Plus 7G-Tronic de sete velocidades, que oferece trocas manuais por meio de "borboletas" atrás do volante, além de outros dois modos de condução: sport e confort.

De acordo com a Mercedes, o moderno conjunto mecânico leva o modelo de zero a 100 em 4,5 segundos e o faz atingir a velocidade máxima de 250 km/h, limitada eletronicamente. Uma performance que é favorecida também pela relação peso potência de 3,8 kg/cv (o modelo pesa 1.730 quilos).

Com tamanha disposição para acelerações intensas, a AMG também aplicou um novo conjunto de suspensão no C63. A versão esportiva vem equipada com sistema de amortecimento a gás. A traseira é independente multi-braços e a dianteira é a three-link com sistema anti-mergulho, ambas projetadas especialmente para o modelo.

Já o sistema de freios traz quatro discos ventilados e perfurados com maior diâmetro. E o controle de estabilidade tem três estágios: desligado, normal e esportivo. No modo esportivo, só há interferência do sistema em situações de grande risco.

Plataforma
Para receber a esportividade da AMG, foi escolhida a versão Avantgarde do Classe C. O sedã é vendido também nas versões Classic e Elegance. Mas dentre as três, a Avantgarde é a que tem o visual mais arrojado, com linhas aerodinâmicas que transmitem agilidade e jovialidade. No design, pouco precisou ser mexido em relação ao modelo original.

Na frente, o capô ganhou dois acentuados vincos na parte central, que deixaram o C 63 mais agressivo. O pára-choque dianteiro traz vincos embaixo dos faróis inclinados e novo desenho nas três entradas de ar da base -- agora mais altas e curtas e sem envolver os faróis de neblina.

Ainda no pára-choque frontal, duas saídas de ar verticais surgem à frente dos dois pára-lamas. E a grade com a estrela de três pontas da Mercedes ao centro aparece toda cromada, com as três lâminas mais retilíneas (e não inclinadas, como na grade do C convencional).

Na parte traseira, foram feitas somente duas alterações. Nota-se a presença de um discreto aerofólio, que se estende por toda a ponta da tampa do porta-malas. E na base do pára-choque, o C63 AMG traz quatro vistosos escapes cromados, divididos em dois pares, um em cada extremidade. No Classe C normal, são dois.

Equipamentos
E se por fora não mudou quase nada, por dentro o Classe C63 AMG está praticamente idêntico ao modelo original. A única novidade é o volante com empunhadura esportiva. Entre os equipamentos de série, estão presentes ar-condicionado, trio elétrico, volante multifuncional e rodas de alumínio de 18 polegadas, além de faróis bi-xenôn, airbags, ABS e EBD e navegador GPS, entre outros.

Quando chegar ao Brasil, a versão deve custar em torno de US$ 190 mil. E, provavelmente, só poderá ser comprada por encomenda -- como acontece com todos as configurações AMG vendidas no país. (por Diogo de Oliveira)

Compartilhe:

    Fale com UOL Carros

    SALOES