UOL Carros

23/06/2006 - 15h11

Polícia italiana apreende duas Ferraris falsificadas

MODENA, 23 JUN (ANSA) - Duas imitações perfeitas do carro da Ferrari que venceu o Campeonato Mundial de Fórmula 1 em 2002 foram confiscadas pela polícia italiana. As falsificações foram levadas à fábrica da montadora em Maranello, para serem inspecionadas pelos técnicos da escuderia.

Os dois exemplares do modelo F2002 foram descobertos em Roma e em uma pequena cidade da província de Bari, no sul da Itália. Foi este modelo que permitiu que Michael Schumacher conquistasse seu segundo título com a Ferrari e que Rubens Barrichello chegasse em segundo lugar, o melhor desempenho da sua carreira em um campeonato.

A polícia italiana iniciou a investigação a partir de fotografias encontradas em um site na Internet de admiradores da Ferrari. O exemplar foi descoberto em uma exposição de carros em Roma. Seu proprietário era o presidente do Clube "Passione Rossa" (Paixão Vermelha), um dos mais procurados clubes de fãs da Ferrari da Itália.

O veículo era utilizado para exposições em eventos, feiras, manifestações e encontros de apaixonados pela Ferrari diante de significativas somas de dinheiros, explica a polícia italiana em uma nota oficial. As investigações levaram também à identificação do construtor das cópias, um empresário siciliano residente na província de Trapani.

Outras informações obtidas na Sicília permitiram à polícia descobrir a segunda cópia do F2002. Os dois "preciosos" exemplares foram levados à fábrica da Ferrari em Maranello, no norte da Itália, onde especialistas e mecânicos realizarão os exames necessários para estabelecer a proveniência do material utilizado na fabricação dos dois veículos falsos.

Em abril deste ano, o vice-presidente da Comissão Européia, Franco Frattini, apresentou à imprensa fotografias de uma Ferrari modelo P2, que ele afirmou ter sido falsificada na China e usou como um exemplo de que qualquer produto pode ser falsificado hoje em dia.

(ANSA)

Compartilhe:

    Fale com UOL Carros

    SALOES