Topo

Seu Automóvel


Seu Automóvel

Volvo terá câmera contra motorista bêbado nos carros da marca

Mario Villaescusa/Divulgação
Volvo XC90 é um dos modelos que vão incorporar sensores para identificar consumo de álcool Imagem: Mario Villaescusa/Divulgação

Esha Vaish

Gotemburgo (Suécia)

2019-03-20T14:57:09

20/03/2019 14h57

Resumo da notícia

  • Equipamento será instalado no começo da próxima década
  • Carro poderá estacionar ao perceber consumo de álcool
  • Iniciativa integra projeto de "morte zero" em carros da empresa
  • Veículos da Volvo também terão limitador de velocidade

A montadora sueca Volvo espera reforçar sua reputação de "segurança em primeiro lugar" ao instalar câmeras e sensores em seus automóveis para monitorar sinais de consumo de álcool ou distração dos motoristas e, com isso, intervir para evitar acidentes.

Os recursos de segurança, detalhados em entrevista realizada em Gotemburgo (Suécia) nesta quarta-feira (20), serão instalados a partir do início da próxima década e marcam mais um passo da Volvo em direção à promessa de eliminar as mortes de passageiros em veículos da marca até 2020. A fabricante, que na década de 1950 foi a primeira montadora a introduzir o cinto de segurança de três pontos, disse em 4 de março passado que introduziria um limite de velocidade de 180 km/h em todos seus novos veículos, como parte desse plano.

De acordo com a empresa, as câmeras e os sensores serão instalados em todos os modelos construídos em sua plataforma SPA2, destinada a carros maiores, como o SUV XC90 e também em carros autônomos. Caso o veículo verifique que o motorista está bêbado, cansado ou distraído, por verificar o celular, por exemplo, o carro poderá limitar a velocidade máxima, alertar a Volvo automaticamente, por meio do serviço de assistência remota, ou até reduzir a velocidade e estacionar o carro -- afirmou a fabricante.

Carro "Big Brother"

O desenvolvimento de tecnologia para viabilizar esses recursos acelerou no ano passado, à medida que a indústria se concentra cada vez mais em carros elétricos e autônomos. Hakan Samuelsson presidente-executivo da Volvo, disse aos jornalistas que hoje os fabricantes de automóveis têm a responsabilidade de assumir o papel de "Big Brother" para garantir a segurança nas estradas.

Enquanto a estratégia signifique a eventual perda de alguns clientes interessados em alta velocidade, também abriu oportunidade para a Volvo atraia pais que queriam comprar o carro mais seguro para transportar seus filhos, disse o executivo. A montadora sueca hoje pertence à chinesa Geely.

Chave com limitador

A Volvo também anunciou que vai introduzir a "Care Key", chave inteligente que permitirá a clientes da Volvo estabelecer um limite de velocidade para seu uso cotidiano ou antes de emprestar o carro a motoristas mais jovens ou inexperientes. Isso vai se tornar padrão em todos os Volvo a partir de 2021. Samuelsson disse, ainda, que a empresa está conversando com as seguradoras para oferecer condições favoráveis aos proprietários de veículos equipados com os referidos recursos de segurança.

"Se pudermos encorajar e apoiar um comportamento melhor com a tecnologia que ajuda os motoristas a evitar problemas, isso também deve ter um impacto positivo nos prêmios de seguro", concluiu Samuelsson.

Mais Seu Automóvel