Topo

Mobilidade


BMW e Daimler se juntam e criam empresa de mobilidade para encarar Uber

Axel Schmidt/Reuters
CEOs de BMW e Daimler firmam acordo; cada empresa terá 50% das ações Imagem: Axel Schmidt/Reuters

Irene Presinger

Da Reuters

2019-02-22T12:14:53

22/02/2019 12h14

Resumo da notícia

  • Fabricantes vão investir mais de 1 bilhão de euros para formar joint venture
  • Transporte pessoal, estacionamento e compartilhamento de veículos estão entre negócios
  • Carros autônomos poderão ser utilizados na frota das empresas

Daimler e BMW anunciaram hoje (22) a criação de uma nova empresa de serviços de mobilidade e carregamento de veículos elétricos. A intenção é rivalizar com grandes nomes destes segmentos, como a Uber.

As fabricantes de automóveis investirão mais de 1 bilhão de euros (1,13 bilhão, para ser mais exato) na expansão da nova empresa, que terá sistemas de cobrança por minuto ou por quilômetro rodado.

A consultoria Price Waterhouse Coopers afirmou que as montadoras correm o risco de serem engolidas por empresas de tecnologia a não ser que invistam em serviços baseados no uso compartilhado de veículos.

Ao mesmo tempo, as empresas de serviço de transporte compartilhado estão crescendo em todas as partes do mundo. A chinesa Didi Chuxing prepara sua entrada na América Latina e a Uber está tomando controle do mercado nos EUA.

"Possíveis acordos de cooperação com outros fornecedores, além da compra de ações em startups e competidores já estabelecidos, também estão entre as possibilidades", declarou o CEO da Daimler, Dieter Zetsche.

Metade para cada um

O serviço de compartilhamento de veículos da Daimler (chamado Car2Go) será incorporado ao da BMW (DriveNow). bem como seus negócios de estacionamento e carregamento (ParkNow e o ChargeNow). Cada montadora terá 50% das ações da recém-formada joint venture.

Assim, a nova empresa atuará em cinco áreas: rotas via navegação por satélite e reserva de serviços, carregamento de veículos elétricos, transporte pessoal por táxi, estacionamento e compartilhamento de veículos.

"Estes cinco serviços vão atuar de forma ainda mais próxima para formarmos uma única linha de serviços de mobilidade com uma frota de veículos elétricos e autônomos capazes de carregar as baterias e estacionar sem a intervenção humana", declarou o presidente da BMW, Harald Krueger.

Tanto BMW quanto Daimler estão trabalhando no desenvolvimento de carros autônomos, que seriam capazes de levá-los à liderança de serviços de compartilhamento de veículos e mobilidade.

Mais Mobilidade