Topo

Seu Automóvel

Volkswagen vai "enxugar" R$ 13,2 bilhões em gastos para aumentar lucro

Newspress
Marca investirá em modelos elétricos como o I.D Crozz Imagem: Newspress

Jan Schwartz, Edward Taylor

Da Reuters

07/12/2018 07h00

Grupo alemão também pretende investir R$ 48,5 bilhões em veículos elétricos e autônomos até 2023

O Grupo Volkswagen anunciou um corte de 3 bilhões de euros (aproximadamente R$ 13,2 bilhões) em gastos na tentativa de aumentar as margens de lucro da marca Volkswagen.

A empresa ainda luta para se recuperar do escândalo do software para fraudar testes de emissões de motores a diesel (popularmente conhecido como "dieselgate") de 2015. Desde então, a marca vem cortando custos para viabilizar uma ambiciosa migração de sua linha de produtos para veículos elétricos e autônomos.

Veja mais

+ Nova Kombi surge em versão elétrica prevista para chegar em 2022
+ Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe
+ Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
+ Instagram de UOL Carros
+ Siga UOL Carros no Twitter

Uma medida essencial para atingir a meta de corte de custos é investir na marca Volkswagen (de longe a maior responsável pelas vendas do conglomerado). O objetivo da VW é não repetir o erro de rivais como a Toyota e enxugar ao máximo os custos com força de trabalho em suas fábricas na Alemanha.

"Acreditamos que vamos chegar a uma economia de custos de 3 bilhões de euros por volta de 2020, e estamos trabalhando para cortar mais 3 bilhões de euros até 2023", declarou Arno Antlitz, membro do conselho responsável pela área financeira da Volkswagen, em conferência de imprensa realizada em Wolfsburg.

Cortar para lucrar

A empresa espera atingir uma margem de lucro de pelo menos 6% em 2022, três anos antes do planejamento inicial. Enquanto isso, a Volkswagen diz que pretende cortar despesas e reduzir o nível de complexidade de sua linha de veículos, além de lutar para aumentar a produtividade de suas fábricas em aproximadamente 30% por volta de 2025.

Nada foi falado sobre demissões, mas a empresa descartou fazer qualquer tipo de chantagem ou atitude que force funcionários a pedir demissão. Até o momento, a VW já está conversando com líderes sindicalistas sobre possíveis dispensas e sabe-se que as negociações estão evoluindo bem.

Foco em elétricos

A marca Volkswagen pretende investir mais de 11 bilhões de euros (aproximadamente R$ 48,5 bilhões) em veículos elétricos, conectividade e tecnologias de condução autônoma até 2023, com foco nos carros movidos a eletricidade. A empresa também admitiu que as negociações com a Ford sobre uma possível aliança estão evoluindo bem, prometendo novas informações sobre o assunto no começo de 2019.

Além da produção de veículos utilitários, as empresas estão explorando possíveis áreas de colaboração, incluindo veículos elétricos e autônomos. 

Mais Seu Automóvel