Carros

Produção de veículos no Brasil tem pior agosto desde 2005

Lucas Lacaz Ruiz/Folhapress - 25.11.2014
Pátio da Volkswagen em Taubaté (SP): estoques voltaram a subir em agosto Imagem: Lucas Lacaz Ruiz/Folhapress - 25.11.2014


Alberto Alerigi Jr.

Em São Paulo (SP)

04/09/2015 12h15

A indústria de veículos do Brasil teve queda de 3,5% na produção de agosto sobre julho e recuo de 18,2% sobre o volume produzido no mesmo mês do ano passado, informou nesta sexta-feira a Anfavea (associação das fabricantes).

O setor produziu 216,5 mil carros, comerciais leves, caminhões e ônibus em agosto, menor volume para o mês desde 2005. A produção acumulada do ano ficou em 1,73 milhão de unidades, 16,9% abaixo dos oito primeiros meses de 2014.

A venda de veículos novos no mês passado recuou 8,9% contra julho e registrou queda de 23,9% sobre agosto de 2014, também atingindo o nível mais baixo para o mês desde pelo menos 2007.

"Continuamos em um momento bastante difícil de mercado, especialmente em caminhões, com queda de 40% (nas vendas)", disse o presidente da Anfavea, Luiz Moan, ao comentar que a média diária de vendas foi semelhante à de julho. Segundo ele, a entidade a associação também espera queda na produção em setembro e em outubro.

O estoque de veículos novos no país cresceu de 345,6 mil para 357,8 mil unidades. Com base no ritmo de vendas do mês, o estoque equivale a 52 dias. Já a exportação de veículos e máquinas agrícolas subiu 12,3% em agosto contra julho.

O nível de emprego da indústria voltou a cair na comparação anual: 9,8% em agosto sobre um ano antes, para 134.312 postos ocupados.

Nota do editor: a informação original da agência era de que se trata do pior agosto em produção de veículos desde 2007, mas ela já está corrigida na matéria.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo