Topo

Carros

Daimler cortará 1.500 empregos em fábrica da Mercedes-Benz em SP

Fernando Donasci/UOL
Metalúrgicos participam de greve em frente à sede da Mercedes em São Bernardo (SP) Imagem: Fernando Donasci/UOL

Em Munique (Alemanha)

24/08/2015 11h38

A Daimler anunciou nesta segunda-feira (24) corte de 1.500 empregos na fábrica de caminhões e veículos semipesados da Mercedes-Benz em São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo, em resposta a uma queda na demanda no Brasil.

"Os funcionários afetados na planta de SBC foram notificados na última sexta-feira", disse um porta-voz da Daimler.

O mercado brasileiro de caminhões vem em queda desde o começo de 2013, com economia fraca, inflação alta e condições difíceis de financiamento limitando investimentos em veículos comerciais. A Daimler cortou cerca de 3 mil empregos no Brasil na época, reduzindo sua força de trabalho para 11.854 trabalhadores até o final de junho. A companhia tem mais de 280 mil funcionários em todo o mundo.

Cortes eram previstos

No começo deste mês, a companhia alemã havia dito que ainda tinha cerca de 2 mil funcionários excedentes na sede paulista, que tem funcionado a menos de 60% da capacidade.

Os trabalhadores da fábrica rejeitaram uma proposta de manutenção de empregos por um ano em troca de uma redução salarial de 10%. Apesar disso, o porta-voz da Daimler disse à Reuters que as negociações com os trabalhadores podem ser retomadas no começo de setembro.

Mais Carros