Carros

MAN pode cortar até 2 mil empregos com restruturação em caminhões, dizem fontes

17/06/2015 11h11

MUNIQUE/BERLIM (Reuters) - A alemã MAN pode cortar entre 1 mil e 2 mil postos de trabalho em sua principal divisão de caminhões à medida que a companhia controlada pela Volkswagen enxuga as operações sob uma reorganização mais ampla, disseram fontes à Reuters nesta quarta-feira.

A MAN abandonará a produção de caminhões em sua fábrica em Salzgitter, na Alemanha, que no futuro fabricará apenas componentes, disseram as fontes, que pediram para não serem identificadas uma vez que a questão é confidencial.

Representantes trabalhistas e a administração da MAN vêm realizando conversas há meses sobre como reestruturar a produção de caminhões conforme a controladora VW está fazendo esforços para tornar-se uma força global no segmento.

A MAN e a VW não quiseram comentar.

(Por Andreas Cremer, Irene Preisinger e Alexandra Schwarz-Goerlich)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo