Carros

Alvo de investigação, Mercedes corta preços de peças de reposição na China

Jessica Rinaldi/Reuters
Imagem: Jessica Rinaldi/Reuters


Samuel Shen e Norihiko Shirouzu

Em Xangai (China)

04/08/2014 10h34

A Mercedes-Benz confirmou nesta segunda-feira (4) que vai cortar em média de 15% os preços de mais de 10 mil peças de reposição na China. A medida é uma resposta à pressão da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma, órgão regulador da indústria naquele país, que pretende acabar com o que considera ser prática de manipulação de preços em componentes de reparação e substituição.

De acordo com o governo, várias marcas estrangeiras estariam infringindo essa lei anti-monopólio, promulgada em 2008, ao formarem acordos para cobrança de valores acima do considerado adequado. Diversos setores têm sido alvo de investigação nos últimos anos por conta disso: as farmacêuticas, produtores de leite, joalheiros, empresas de tecnologia e também fabricantes de automóveis.

O anúncio foi feito menos de um mês depois a Mercedes já ter anunciado outra redução nos preços para serviços de reparação e manutenção na China. A nova medida entra em vigor a partir de 1º de setembro.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo