Topo

Carros

Honda é primeira japonesa a exportar mais do que importa nos EUA

Divulgação
Imagem: Divulgação

<br>Bernie Woodall

Em Dearborn (Estados Unidos)

28/01/2014 09h19Atualizada em 28/01/2014 13h01

Mais de 30 anos após ter começado a fabricar carros nos Estados Unidos, a Honda anunciou nesta terça-feira que atingiu, pela primeira vez na história de qualquer marca japonesa no país, um número maior de exportações do que de importações no ano passado.

De acordo com o vice-presidente executivo da companhia para a América do Norte, Rick Schostek, em teleconferência com jornalistas nesta terça-feira (28), a montadora vendeu no ano passado um total de 108.705 unidades, das marcas Honda e Acura, dos EUA para outros 50 países, em operações que movimentaram US$ 2,66 bilhões (R$ 6,39 bilhões). Ao mesmo tempo, o número de veículos importados do Japão para solo americano ficou em 88.537.

Segundo Schostek, a obtenção desse saldo positivo é um marco que "tem sido preparado há três décadas", sendo também produto de um importante investimento feito nos últimos três anos, de mais de US$ 2,7 bilhões (R$ 6,49 bilhões), para expansão de suas fábricas nos EUA. O objetivo é impulsionar a produção no país e fabricar carros mais perto dos mercados onde eles são vendidos.

A estatística poderia ter sido ainda maior se a Honda considerasse o Canadá, mas o país vizinho não entrou na lista. A maior parte das exportações teve como destino o México. Agora, a companhia tem sete fábricas na América do Norte, sendo quatro nos Estados Unidos, e está prestes a inaugurar uma oitava em Celaya (México) no mês que vem, onde fabricará o compacto Fit.

Por fim, a fabricante afirmou que 95% que ela vende naquele subcontinente são produzidos localmente.

Mais Carros