Carros

Executivo da GM diz que fábricas sul-coreanas poderão exportar mais para Austrália

Hyunjoo Jin

Em Detroit (EUA)

15/01/2014 10h53

Um alto executivo da General Motors disse nesta terça-feira (15) que o planejado encerramento de fábricas da montadora na Austrália poderia permitir que a Coreia do Sul enviasse mais carros para a região.

A General Motors anunciou no mês passado que iria parar de fabricar carros na Austrália em 2017 devido a custos elevados e uma moeda forte. O anúncio foi feito após a montadora norte-americana dizer que planejava retirar a marca Chevrolet da Europa até o final de 2015, para concentrar-se na Opel.

"Estamos juntando nossas peças do quebra-cabeça para os mercados internacionais", disse Stefan Jacoby, novo chefe de operações internacionais da GM, à margem de salão do automóvel de Detroit.

Ele afirmou que o desligamento planejado das unidades australianas oferece "muitas oportunidades", acrescentando que havia uma "boa probabilidade" da Coreia do Sul exportar mais carros para a Austrália em função de um acordo comercial bilateral. Jacoby disse que nenhuma decisão foi tomada até o momento.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo