Carros

Chrysler bate previsões e cresce 16% nas vendas de novembro nos EUA

Reuters/Joe Skipper
Imagem: Reuters/Joe Skipper


Ben Klayman e Paul Lienert

Em Detroit (Estados Unidos)

03/12/2013 12h06

A Chrysler superou as expectativas dos analistas e divulgou, nesta terça-feira (3), aumento de 16% nas vendas de veículos nos Estados Unidos em novembro, em comparação com o mesmo mês do ano passado.

Durante o período, a montadora controlada pelo grupo Fiat registrou 142.275 unidades emplacadas, quase 7 mil a mais do que previram os analistas consultados pela Thomson Reuters.

Para a marca americana, este foi o melhor novembro desde 2007, antes de a indústria automotiva mergulhar em uma profunda recessão. Em partes, esse crescimento foi ajudado pelo início das vendas do Jeep Cherokee 2014. 

Primeira montadora de Detroit a tornar público seu balanço mensal de vendas, a Chrysler também anteviu que, no último mês, as vendas anuais com bases ajustadas para novembro devem ter atingido a casa de 16,3 milhões de unidades no país, incluindo 300 mil caminhões médios e grandes.

Em pesquisa da Reuters, especialistas estimaram que o número ficaria 15,75 milhões, excluindo os caminhões mais pesados.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo