Carros

EUA devem perder R$ 23 bilhões ao fim da operação de resgate da GM


Timothy Ahmann e Paul Lienert

Em Washington e Detroit (Estados Unidos)

21/11/2013 13h38

O Tesouro dos Estados Unidos admitiu que os contribuintes do país devem amargar um prejuízo de US$ 10 bilhões (cerca de R$ 23 bilhões) após o término da venda das ações da GM, resgatadas pelo governo do país após um pedido de falência da multinacional, em junho de 2009. O processo deve ser concluído até o fim deste ano.

Nesta quinta-feira, o departamento anunciou que, com as ações que já conseguiu negociar, recuperou até o momento US$ 38,4 bilhões (R$ 88,6 bilhões) dos US$ 49,5 bilhões (R$ 114,2 bilhões) usados para salvar a montadora.

Levando-se em conta o valor médio atual dos títulos da GM, o Tesouro espera recuperar mais US$ 1,2 bilhão (R$ 2,7 bilhões) com a venda da fatia que ainda resta das 70,2 milhões de ações, o que totalizaria uma recuperação de US$ 39,6 bilhões (R$ 91,4 bilhões). Faltariam, portanto, US$ 9,9 bilhões para fechar a conta.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo