Topo

Carros

GM irá transferir sede internacional da China para Cingapura

Peter Parks/AFP
Dan Akerson, chefão da GM, durante inauguração de fábrica de US$ 1,3 bilhão em Xangai: montadora quer crescer na China (maior mercado do mundo), sem descuidar do restante da Ásia Imagem: Peter Parks/AFP

<br>Emily Kaiser e Rujun Shen

Em Cingapura

13/11/2013 10h36

A General Motors confirmou nesta quarta-feira (13) que irá transferir sua sede de operações internacionais de Xangai (China) para Cingapura no segundo trimestre de 2014.

A mudança ocorre após a GM separar suas operações na China de sua unidade internacional no início deste ano, dizendo que seria mais fácil se concentrar no mercado de automóveis chinês, o maior do mundo. O movimento, porém, pode representar um golpe em Xangai, que vem tentando competir com Cingapura e Hong Kong como um lugar para as empresas multinacionais instalarem suas sedes na Ásia.

A GM disse ter considerado outros locais para a transferência e pensou em manter a sede em Xangai, mas finalmente decidiu por Cingapura.

"Cingapura oferece várias vantagens, incluindo maior proximidade com os principais mercados como a Índia, Oriente Médio e África", disse Lori Arpin, vice-presidente de comunicações de operações internacionais da GM.

A General Motors disse que teria cerca de 120 funcionários em Cingapura, que irão supervisionar "peças-chave" dos negócios da empresa na região da Ásia-Pacífico, África, Oriente Médio, além de Chevrolet e Cadillac.

Mais Carros