Carros

MAN se prepara para pedidos fracos em 2014

Andreas Cremer

Em Berlim (Alemanha)

29/10/2013 11h00

A MAN, fabricante alemã de caminhões que pertence ao Grupo Volkswagen, está se preparando para pedidos mais fracos em 2014, à medida que transportadoras estão acelerando as compras de veículos antes que novas regras sobre emissões entrem em vigor.

Uma alta de 22% nos pedidos do terceiro trimestre, para 4,3 bilhões de euros (US$ 5,93 bilhões), pode ser apenas um aumento momentâneo motivado pelo futuro endurecimento das leis sobre o limite de descarga de gases de caminhões na União Europeia, que tornarão os caminhões mais caros a partir de 1º de janeiro.

No segundo trimestre, quando o lucro operacional despencou 67%, para 72 milhões de euros, as encomendas ficaram quase estáveis. Já no terceiro trimestre, a MAN teve lucro operacional de 189 milhões de euros.

A empresa disse no dia 30 de julho que poderia registrar prejuízo líquido este ano, culpando efeitos tributários de sua absorção pela controladora VW e quase 300 milhões de euros de provisões de risco para um projeto de usina elétrica no Caribe, que causou um prejuízo líquido de 43 milhões de euros no segundo trimestre.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo