Carros

Fiat não deve cumprir meta de vendas no Brasil

Jennifer Clark
Alberto Alerigi Jr.

Em Milão (Itália) e São Paulo (SP)

23/10/2013 17h26

A Fiat provavelmente vai deixar de cumprir metas de vendas no Brasil este ano e em 2014, segundo uma fonte próxima do assunto e um documento obtido pela Reuters, aumentando a chance de que a montadora italiana emita um alerta sobre o lucro de 2013, já previsto por alguns analistas.

A empresa espera vender 950 mil carros no Brasil e na Argentina este ano, segundo o documento interno, 5% abaixo da meta anterior, de 1 milhão de unidades.

As vendas no Brasil também devem ficar abaixo da meta em 2014, segundo uma fonte com acesso às projeções da Fiat, uma vez que o mercado está crescendo mais lentamente do que o esperado pela montadora. "Os números estão muito otimistas para o Brasil", disse, acrescentando que os orçamentos da Fiat para 2014 e depois não foram finalizados. A Fiat não comentou o assunto.

A América Latina é cada vez mais importante para a Fiat, uma vez que as vendas da montadora na Europa recuaram mais do que a queda do mercado europeu, em meio à crise que já dura seis anos. A montadora vende no Brasil e Argentina praticamente o mesmo que o volume da Europa, incluindo Rússia e Turquia -- onde espera licenciar cerca de 1,1 milhão de carros este ano.

LIDERANÇA NO BRASIL
A receita do Brasil, quarto maior mercado de veículos do mundo e onde a Fiat tem liderança há 12 anos, corresponde a cerca de um quarto do lucro operacional da empresa, o que tem compensado perdas na Europa.

Mas a desvalorização do real, competição mais ferrenha e desaceleração do mercado brasileiro são fatores que estão colocando as metas de lucro da marca em risco, dizem analistas. A associação de montadoras de veículos do Brasil, Anfavea, previu nesta semana crescimento de 5% na produção em 2014, ante expansão esperada para este ano de 12%.

O crescimento está abaixo dos 6% de expansão, para 3,54 milhões de carros, usados pela Fiat para basear suas estimativas, que presumem crescimento de 2% nas vendas da companhia. Alguns analistas já estão esperando que a montadora corte suas metas para 2013 quando divulgar seus resultados, em 30 de outubro.

"Não esperamos que a Fiat alcance sua meta para todo o ano de 2013, de uma contribuição de 1 bilhão de euros em lucro operacional da América Latina", disse o Commerzbank em relatório de 22 de outubro, acrescentando que as metas gerais de resultado da montadora também estão sob dúvida.

A Fiat previu em 30 de julho lucro operacional este ano de entre 4 bilhões e 4,5 bilhões de euros, sob receita de 88 bilhões a 92 bilhões de euros. O lucro líquido estimado na ocasião foi de entre 1,2 bilhão e 1,5 bilhão de euros. Analistas agora esperam que o lucro operacional do grupo fique em 3,82 bilhões de euros em 2013, segundo o consenso.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo