Carros

Ford quer passar japonesas na China; Honda e Nissan reagem nas vendas

Em Pequim (China)

08/10/2013 09h58

A Ford está posicionada para ultrapassar suas concorrentes japonesas na lista de melhores vendas na China. Toyota e a Honda ainda enfrentam dificuldades para reconquistar fatias do mercado depois do surgimento de um forte sentimento anti-Japão no ano passado, quando ocorreu uma disputa territorial entre os dois países.

Durante muito tempo a montadora americana sediada em Dearborn (Michigan) tem ficado um pouco atrás das marcas japonesas e da sul-coreana Hyundai, e muito mais atrás da General Motors e da Volkswagen, na China.

Isso decorre principalmente da entrada tardia da Ford no país e a subsequente abordagem conservadora que tomou em um mercado de automóveis que se tornou o maior do mundo em 2009.

A Ford está lutando para mudar esse cenário e parece provavél que venderá mais veículos que duas das suas principais rivais japonesas, a Toyota e a Honda, na China neste ano. Suas vendas chinesas também estão chegando perto das vendas da Nissan (tanto Honda como Nissan anunciaram bons números em setembro).

"Devemos ser capazes de vender mais de 900 mil veículos, possivelmente perto de 1 milhão na China neste ano", afirmou à Reuters um funcionário da Ford, que pediu anonimato. A montadora vendeu 551.738 veículos durante os oito primeiros meses do ano, uma alta de 50%. A expectativa é de que a companhia divulgue os dados de vendas de setembro na China nesta quarta-feira (9).

DISPARANDO
A Honda e suas duas joint-ventures na China venderam 73.990 automóveis no país em setembro, um aumento de 118,1% sobre o ano anterior. Os números foram anunciados pela montadora japonesa nesta terça-feira (8).

A forte alta no mês passado ocorreu em parte pela fraca base de comparação ante setembro de 2012, quando a decisão do Japão de nacionalizar ilhas que disputa com a China levaram a um forte sentimento anti-Japão entre os consumidores chineses.

Nos nove primeiros meses do ano, a Honda vendeu 497.261 veículos, alta de 5,8% sobre um ano antes. Na China, a Honda fabrica veículos em parceira com a Dongfeng Motor Group e a Guangzhou Automobile Group.

BASE FRACA, DE NOVO
A Nissan e sua joint-venture na China venderam 117.100 automóveis no país em setembro, um crescimento de 83,4% em relação ao ano anterior, informou nesta terça-feira (8) a montadora japonesa.

O forte crescimento nas vendas em setembro também se deve, em parte, à base de vendas fraca de setembro de 2012. Nos nove primeiros meses do ano, a marca vendeu 885.700 veículos, alta de 0,2% em relação ao ano anterior. A Nissan fabrica veículos na China em parceria com a Dongfeng Automobile Group.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo