Topo

Carros

Vendas de veículos Tata e Mahindra despencam na Índia

Aradhana Aravindan<br>Aditi Shah

Em Nova Déli (Índia)

02/09/2013 07h43

As vendas domésticas das duas maiores montadoras de veículos da Índia despencaram em agosto, pressionadas por aumentos nos custos com combustíveis e taxas de juros maiores, e a indústria espera novos impactos com a desvalorização da rúpia atingindo margens de lucro nos próximos meses.

As vendas de carros da indústria como um todo recuaram pelo nono mês consecutivo em julho e algumas montadoras decidiram cortar produção e reduzir custos trabalhistas. A Tata informou que as vendas locais de veículos caíram 33% no mês passado, enquanto os volumes de carros de passageiros da Mahindra, maior produtora de utilitários esportivos da Índia, tombaram 28%.

Com a deterioração do cenário econômico, que tem forçado montadoras a operar abaixo da capacidade, a Mahindra demmitiu 1.000 funcionários nos últimos dois meses e informou que vai observar seis dias por mês "sem produção" em suas fábricas nos próximos meses. As vendas de veículos normalmente crescem a partir de setembro e montadoras como Volkswagen e Nissan têm corrido para lançar novos modelos.

Mas a desvalorização da rúpia tem exacerbado problemas na indústria. A moeda caiu quase 17% desde o começo do ano e o recuo em agosto foi o maior já registrado num mês.

Mais Carros