Carros

Chinesa Foton investirá R$ 250 milhões para fazer caminhões no RJ

Rodrigo Viga Gaier

Do Rio de Janeiro (RJ)

08/07/2013 14h24

A fabricante de caminhões chinesa Foton Motors vai investir R$ 250 milhões para construir uma fábrica no Estado do Rio de Janeiro, com capacidade para produzir 20 mil unidades por ano a partir de 2014, informou o governo local nesta segunda-feira (8).

A expectativa da empresa é iniciar a construção da fábrica em outubro e a produção a partir do segundo semestre de 2014. O plano já embute a chance de elevar para 50 mil a capacidade produtiva a partir de 2018, disse o vice presidente corporativo da Foton, Orlando Merluzzi. A unidade fluminense da Foton vai ser construída para atender também o mercado sul americano. A Foton se apresenta como a maior montadora de caminhões da China com produção média de 750 mil unidades, mas em 2010 superou a marca de 1 milhão.

A unidade vai ser implantada fora da capital do Estado. A empresa negocia com o governo terrenos em Seropédica, na Região Metropolitana, ou em Itatiaia, no médio Paraíba.

A empresa vai ganhar incentivos fiscais como diferimento tributário, cessão de terreno e abatimento de ICMS. Agências do governo também podem ter uma fatia de até 30% na empresa, que pode chegar a R$ 250 milhões em 10 anos.

O grupo chinês pretende tomar recursos no BNDES e da Agência de Fomento Rio de Janeiro para viabilizar a construção da fábrica. "Viemos para cá não porque o Rio ofereceu mais, mas porque o Rio foi mais firme e mais rápido", disse Merluzzi.

Na primeira fase do projeto, a fábrica produzirá caminhões de 3,5 a 10 toneladas. Mas os executivos chineses já pensam em produzir veículos mais pesados a partir de 2018.

Segundo Merluzzi, a fábrica estava prevista para 2018, mas a decisão foi antecipada devido ao programa Inovar Auto, do governo federal, para atrair montadoras globais. Os chineses prometem ter um índice de nacionalização dos caminhões de 15% e chegar a 65% depois de 2 anos. Executivos da companhia evitaram falar em metas de participação de mercado, preferindo frisar o tamanho do mercado brasileiro.

A Foton pretende nos próximos dois anos abrir 90 concessionárias no país. Até lá, a chinesa poderá importar 5 mil caminhões para atender ao mercado interno.

Além da Foton, a japonesa Nissan já anunciou que vai se instalar no Estado em 2015 com um unidade capaz de produzir cerca de 200 mil veículos ao ano. A Peugeot-Citroën e a MAN têm programas de ampliação da produção que deve dobrar até 2015.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo