Carros

Toyota mantém crescimento de baixo risco, apesar de lucro

Yoko Kubota

Em Tóquio (Japão)

08/05/2013 10h35

A Toyota decidiu manter sua estratégia de crescimento de baixo risco, apesar de ter cumprido a meta de lucro de médio prazo no ano encerrado em março e previsto resultados ainda melhores neste próximo ano fiscal.

A montadora superou a meta que o presidente Akio Toyoda definiu dois anos atrás: ter lucro operacional anual de 1 trilhão de ienes (cerca de US$ 10,1 bilhões), com margem de 5%. A divisão de produção no Japão também teve lucro pela primeira vez em cinco anos, um triunfo simbólico para a empresa.

"Este ano, a Toyota vai concentrar-se em aprimorar a produtividade para tornar-se mais competitiva", disse Toyoda. "O vento que estava soprando contra nós está se acalmando, e podemos ouvir alguns dizendo que é a hora de tomar a ofensiva. Mas acho que nós estamos apenas diante do início de um crescimento sustentável", completou o neto do fundador da Toyota nesta quarta-feira (8).

A Toyota espera alcançar lucro operacional de 1,8 trilhão de ienes (aproximadamente US$ 18,17 bilhões) no ano fiscal que termina em março de 2014. O valor, porém, é menor que o pico de 2,3 trilhões de ienes (US$ 23,24 bilhões) registrado no ano encerrado em março de 2008.

2013 PODE SER HISTÓRICO
A montadora acredita que este pode ser mais um ano de recorde de vendas do grupo, atingindo 9,91 milhões de veículos comercializados. A empresa pode tornar-se a primeira montadora da história a vender mais de 10 milhões de veículos em um ano.

Uma evidência da estratégia de cautela de Toyoda está na decisão da empresa de não construir nenhuma fábrica nova nos próximos três anos, um drástico contraste em relação à Honda, que está rapidamente ampliando sua capacidade produtiva no mundo. "Expansão de volume não se iguala a crescimento. A força motriz do crescimento sustentável vem da produção de carros cada vez melhores", afirmou Toyoda.

A marca divulgou lucro operacional anual de 1,32 trilhão de ienes (cerca de US$ 13 bilhões), com margem operacional de cerca de 6%, batendo as estimativas do mercado, que esperava lucro de 1,26 trilhão (US$ 12,4 bilhões), de acordo com a SmartEstimates da Thomson Reuters StarMine.

A montadora também afirmou que espera vender 2,2 milhões de veículos nos Estados Unidos em 2013, crescimento em relação aos 2,1 milhões vendidos em 2012.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo