Carros

Nissan rebatiza carros da Infiniti prevendo expansão do mercado de luxo

Divulgação
Infiniti JX chegará ao Brasil em 2014 já com nome novo: QX60 Imagem: Divulgação

Gilles Guillaume

Em Paris (França)

18/12/2012 10h18

A Infiniti, divisão de luxo da Nissan, anunciou nesta terça-feira (18) que seus modelos devem ser rebatizados, já que a companhia busca uma participação de mercado maior nas vendas de carros de luxos na Europa e na China e para tanto precisa organizar seu portfólio.

Os japoneses pretendem transformar-se em uma grande marca global de luxo com produção na Europa e na China, apoiados em uma extensa variedade de modelos e motores, alguns desenvolvidos em parceria com a Daimler (controladora da Mercedes-Benz) e pela aliança Renault-Nissan.

Assim, a partir de 2014, todos os modelos da marca adotarão o prefixo Q (para carros de passeio: sedãs, cupês e conversíveis) ou QX (SUVs e Crossovers) seguidos de uma numeração que indica o porte do veículo. A inspiração para a mudança vem do passado da empresa, que é relativamente nova: em 1989, a Infiniti lançou o sedã Q45, primeiro ícone da marca.

Agora, o primeiro carro a exibir o novo nome será o sedã esportivo Q50, até então conhecido como G, que será lançado no Salão de Detroit, em janeiro, e chegará ao Brasil no ano da Copa do Mundo. Os utilitários JX e FX, recentemente apresentados no país, também terão os nomes alterados para QX60 e QX70, respectivamente.

A lista completa dos novos nomes é a seguinte:

Carros de passeio
- Infiniti Q70 (atual sedã M)
- Infiniti Q60 (atual cupê/conversível G)
- Infiniti Q50 (sedã esportivo a ser lançado em Detroit)

SUVs/Crossovers
- Infiniti QX80 (atual QX)
- Infiniti QX70 (atual FX)
- Infiniti QX60 (atual JX)
- Infiniti QX50 (atual EX)

LUXO NA ALÇA DE MIRA
O diretor da Nissan, Joahn de Nysschen, espera que o mercado global de automóveis de luxo cresça 8% no próximo ano, na medida em que uma forte demanda nos Estados Unidos compensa as vendas estáveis na Europa.

O presidente-executivo da Nissan, Carlos Ghosn, que também preside a francesa Renault, prometeu produzir modelos da Infiniti na China e um novo sedã de luxo na Europa. (Com redação de UOL Carros)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo