Carros

Nissan que ser maior marca asiática de carros no Brasil em 2016

Alberto Alerigi Jr.

Em São Paulo (SP)

22/10/2012 09h28

A japonesa Nissan tem como meta se tornar a maior marca asiática no mercado automotivo do Brasil em 2016, afirmaram executivos da empresa nesta segunda-feira (22) durante o Salão do Automóvel de São Paulo.

Atualmente, a companhia -- que investe R$ 2,6 bilhões na construção de sua fábrica em Resende (RJ) -- está atrás da também japonesa Honda, com 3,2% de participação no acumulado de vendas de janeiro a setembro deste ano no mercado brasileiro, ante 1,7% um ano antes.

"Sucesso no Brasil é vital para nosso plano de crescimento global", disse o vice-presidente mundial de criação da Nissan, Shiro Nakamura. O presidente da Nissan no Brasil, Christian Meunier, disse a jornalistas que o conceito Extrem, atração do Salão ao lado do sedã Altima, é fabricado na mesma plataforma do compacto Versa, e que a empresa tem ambição de ter no Brasil um veículo crossover.

"Já temos massa crítica de carros, nosso parque de automóveis está maior e agora o objetivo é crescer a linha de produtos. Mas antes, no curto prazo, vamos focar nos carros que temos agora", disse Meunier.

A Nissan mudará sua sede do Paraná para o Rio de Janeiro, por causa da nova fábrica em Resende.

Com Redação

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo