Topo

Carros

PSA Peugeot-Citroën pretende cortar empregos e travar salários em unidade na França

Sebastien Bozon/AFP
Citroën DS3, DS4 e DS5 (foto) são alguns dos carros fabricados na fábrica de Sevel Nord, na França, que corre o risco de fechar caso os empregados não aceitem cortes de empregos Imagem: Sebastien Bozon/AFP

Laurence Frost

Em Paris, França

30/05/2012 13h20

A PSA (Peugeot-Citroën) pediu a trabalhadores de sua unidade em Sevel Nord, na França, para entrarem em acordo em relação a um congelamento de salário, alguns cortes de empregos e outras concessões -- ou se não, enfrentarem um possível fechamento. Foi o que afirmaram dois representantes dos sindicatos locais CGT e CGC.

"A Peugeot se recusou a comentar sobre os planos, mas alguns gestores ajustaram suas agendas para as primeiras negociações com os sindicatos para esta sexta-feira (1º/06)", afirma Ludovic Bouvier, do CGT, e Pascal Lucas, do CGC, um sindicato menor.

"Se não houver as concessões, o próximo lote de produção das vans Peugeot Expert e Citroën Jumper será feito em Vigo, na Espanha" disse Patrick Labilloy, chefe da fábrica de Sevel Nord, aos dois representantes sindicalistas. A fábrica, que divide espaço e custos com Fiat, enfrenta futuro incerto, já que a fabricante italiana irá acabar com a produção da van Scudo, em 2017.

Mais Carros