Topo

Carros

Brasil deve ser 3º maior mercado de veículos do mundo em 2016

Moacyr Lopes Junior/Folhapress
Diante do bom desempenho do setor, país ficará atrás apenas de Estados Unidos e China Imagem: Moacyr Lopes Junior/Folhapress

Alberto Alerigi Jr.

06/01/2012 11h17

O Brasil vai subir à terceira posição no ranking global de maiores mercados de veículos do mundo em 2016, atrás de China e Estados Unidos, segundo levantamento da consultoria KPMG, divulgado nesta sexta-feira (6).

Quinto maior mercado mundial em 2011, em um momento em que países da América do Norte, Europa e Japão enfrentaram fraqueza em suas economias, o Brasil deve chegar a 2016 com vendas entre 4 milhões e 6 milhões de veículos, após encerrar o ano passado com vendas de 3,6 milhões de unidades .

Seguindo de perto o país está a Índia, país que terá, segundo o levantamento da KPMG -- que compila previsões de 200 altos executivos do setor na indústria automotiva mundial --, vendas entre 3 milhões e 5 milhões de unidades em 2016.

A China seguirá na primeira posição com vendas estimadas entre 20 milhões e 24 milhões de veículos, mas o país é visto com o maior nível de excesso de capacidade produtiva entre os membros do Bric (Brasil, Rússia, Índia e China).

Segundo a pesquisa, a China tinha um excesso de capacidade produtiva de 6 milhões de veículos, algo que crescerá para mais de 9 milhões em 2016. Os executivos que responderam a pesquisa afirmam que o excesso de capacidade nos Brics é visto como "mal necessário" para se manterem competitivos diante dos mercados mais maduros. Diante dessa realidade, a expectativa no levantamento da KPMG é de que os Brics tenham um excesso de capacidade de 20% a 30% em 2016.

Na avaliação dos entrevistados da pesquisa da KPMG, a China deve alcançar exportações de 1 milhão de veículos entre 2014 e 2017, enquanto o Brasil deve atingir esse nível apenas em 2017. Em 2011, o Brasil exportou um total de 541,6 mil veículos, 7,7% acima de 2010 e após os 368 mil em 2009.

Mais Carros