Carros

Fiat e Chrysler venderão 6 milhões de veículos em 2014, diz chefão

Moacyr Lopes Jr./Folha Imagem - 2.3.2010
Marchionne repete mantra da "eliminação de players", mas negaotimismo é novidade Imagem: Moacyr Lopes Jr./Folha Imagem - 2.3.2010

Com Redação,
em São Paulo (SP)

21/11/2011 08h49

A montadora italiana Fiat prevê que as vendas combinadas com a norte-americana Chrysler chegarão a 4,2 milhões de veículos neste ano e a quase 6 milhões em 2014, disse o presidente-executivo das empresas, Sergio Marchionne, nesta segunda-feira (21).

Marchionne também afirmou, durante conferência em Londres, que prevê uma maior consolidação na indústria automotiva.

"Estamos a caminho de continuar a ver a eliminação de players marginais. Acredito que acabaremos com somente cinco ou seis players, cujo sucesso se baseará no compartilhamento de plataformas, em escala global", declarou.

Traduzindo: para Marchionne, o caminho é o que Fiat e Chrysler seguiram, unindo-se para sobreviver com base numa estratégia global. Segundo o raciocínio dele, apenas empresas como Fiat/Chrysler, Volkswagen, General Motors, Ford, Renault/Nissan e Hyundai/Kia, entre poucas outras, estão aptas a sobreviver.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo